MARCAS DE QUEM DECIDE DO JORNAL DO COMÉRCIO: BISCOITOS ZEZÉ REGISTRA CRESCIMENTO E CONQUISTA SEGUNDO LUGAR

Biscoitos Zezé ficou na lista de preferidas e de mais lembradas do Marcas de Quem Decide CRÉDITO: /BISCOITOS ZEZÉ/DIVULGAÇÃO

A empresa pelotense BISCOITOS ZEZÉ ficou com a segunda colocação da conceituada pesquisa realizada pelo Jornal do Comércio e Qualidata: MARCAS DE QUEM DECIDE.  A ZEZÉ apresenta um expressivo crescimento nos dois lados da pesquisa, que saltou de 11,7% para 23,7% na lembrança e chegou a 22,1% entre as preferidas, mantendo a segunda posição em ambos os quesitos. A ZEZÉ está  frente de marcas conceituadas como a terceira colocada Orquídea, com 5% na lembrança, e a Bauducco, com 6,1% na preferência. A marca Isabela permanece na posição de líder do setor, apresentando uma variação bem pequena nos seus números, na comparação com os obtidos na pesquisa anterior da Qualidata. Marcou 36,3% na lembrança e avançou pouco mais de 1 ponto percentual na preferência, chegando a 31,3% das indicações.

A BISCOITOS ZEZÉ, empresa familiar aqui de Pelotas com 53 anos de história, tem registrado crescimento acelerado desde os anos 2000, marcado por investimentos em tecnologia, logística e abertura de novos mercados, como o início das vendas em Santa Catarina e no Paraná. Na pesquisa Marcas de Quem Decide, promovida pelo Jornal do Comércio e pela Qualidata, ela aparece entre as cinco mais lembradas e também entre as preferidas na categoria Bolachas e Biscoitos.

“Nos últimos cinco anos, especialmente em 2019 e 2020, optamos por começar a dedicar mais investimento na marca Zezé, com aportes mais substanciosos em mídias e publicidade. Com essa estratégia, aumentamos consideravelmente nossa participação de mercado nos três estados da Região Sul. Hoje, temos também uma relevante expansão nas exportações e começamos a atuar em São Paulo”, detalha Fábio Langlois Ruivo, diretor de Planejamento da Biscoitos Zezé.

A pandemia trouxe desafios para o mundo todo, e não foi diferente na empresa. Força de vontade e fibra dos colaboradores no ambiente de incertezas, conforme Langlois , tornaram-se ainda mais essenciais. Passa pelo planejamento da Zezé a expansão da estrutura com uma nova unidade fabril, direcionada a atender a outros mercados e linhas.

Comentários