CONFIANÇA DOS EMPRESÁRIOS DO COMÉRCIO TEM NOVO AUMENTO NO MÊS DE JULHO

 Essa é a segunda alta na margem consecutiva do indicador, que registrou aumento de 1,0% na comparação com junho. Em relação ao mesmo período de 2021, a variação registrada é de -0,3%.  Em relação às expectativas do setor, nesta edição 84,6% dos respondentes indicaram esperar melhoras, percentual que na edição de julho do ano passado era de 85,4%. Imagem: Site da Fecomércio – Divulgação

O resultado do mês de julho reflete o aumento de todos os subindicadores, com destaque para a melhora identificada no índice de Investimento do Empresário do Comércio

O Índice de Confiança dos Empresários do Comércio (ICEC-RS) no Rio Grande do Sul atingiu os 120,1 pontos em julho de 2022. Esse nível foi o maior registrado desde novembro de 2021 quando marcou 124,3 pontos. O nível atual deixou o índice 3,7% abaixo do pré-pandemia (mar/20 – 124,7 pontos). A pesquisa foi divulgada pela Fecomércio-RS nesta terça-feira, dia 02.

O resultado do ICEC-RS segue uma tendência de crescimento, recuperando perdas ocorridas após o último pico atingido (nov/21 – 124,3 pontos). A melhora, como já foi comentado nos meses anteriores, tem sido mais evidente na avaliação de Condições Atuais. Esse subíndice registrou 105,5 pontos (o maior desde nov/21 – 106,1 pontos). Na comparação com o mês anterior, houve aumento de 0,7% e em relação a junho deste ano a alta foi de 17,2%.

Segundo o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, a melhora das condições atuais sinaliza uma percepção de melhora no volume de vendas, impulsionado pelas transferências fiscais ocorridas no primeiro semestre, bem como a reabertura da economia diante do controle da pandemia. No mês de julho, na comparação com o mês anterior, entre os três subindicadores, apenas o indicador de condições atuais da economia apresentou variação negativa na margem.

Na análise de expectativas, o subíndice registrou 144,4 pontos. Essa é a segunda alta na margem consecutiva do indicador, que registrou aumento de 1,0% na comparação com junho. Em relação ao mesmo período de 2021, a variação registrada é de -0,3%.  Em relação às expectativas do setor, nesta edição 84,6% dos respondentes indicaram esperar melhoras, percentual que na edição de julho do ano passado era de 85,4%.

O índice de Investimentos, por sua vez, é o único indicador que opera acima do nível de pré-pandemia (+4,7%). Aos 110,4 pontos, houve registro de alta de 2,3% na comparação com o mês anterior e alta de 4,3% na relação com o mesmo período do ano passado. Neste eixo, destaque para o bom resultado do indicador de nível de Investimentos (108,8 pontos), que apresentou crescimento de 14,8% na comparação interanual e 5,2% na margem.

 “A quarta alta consecutiva do ICEC-RS é algo a ser comemorado. Se não fosse a inflação e os juros altos, certamente teríamos uma recuperação ainda mais forte da confiança do empresariado”, ressaltou Bohn.

Comentários