ROBOPEL-210 ENCERRA COM MAIS DE 3 MIL PARTICIPANTES EM ATIVIDADES HÍBRIDAS

A 5ª edição do Robopel promoveu uma série de atividades voltadas para a educação financeira, robótica, jogos educativos e práticas de produção de conteúdo digital, artes e tecnologia para educadores, com apoio de parceiros como o Sebrae, Escola Sesi e Sicredi. Rodrigo Chagas/Prefeitura de Pelotas

Robopel-210 encerra com mais de 3 mil participantes em atividades híbridas ao longo do mês de julho

Rodrigo Chagas/Prefeitura de Pelotas

Reunião de saberes e compartilhamento de técnicas inovadoras para a educação: esses foram os principais destaques da programação do Robopel-210, evento promovido anualmente pelo Pelotas Parque Tecnológico e parceiros que encerrou na última sexta (29). Em comemoração aos 210 anos do município de Pelotas, a iniciativa foi realizada em dois dias de atividades presenciais, reunindo mais de 600 alunos de escolas públicas e particulares, e ainda 2500 participantes em mais de 16 oficinas virtuais.

A 5ª edição do Robopel promoveu uma série de atividades voltadas para a educação financeira, robótica, jogos educativos e práticas de produção de conteúdo digital, artes e tecnologia para educadores, com apoio de parceiros como o Sebrae, Escola Sesi e Sicredi. Além disso, também contou com oficinas ministradas por participantes da Bolívia e de São Paulo, o que destaca o sucesso da iniciativa com o alcance de ainda mais pessoas interessadas em aplicar a inovação no sistema educacional a nível estadual, nacional e até mesmo internacional.

Neste ano, o evento também fez parte das ações do projeto “Conectados nas comemorações dos 210 anos”, da Prefeitura de Pelotas, que reuniu uma programação diversificada de arte, cultura e educação para a população. De acordo com Tiago Primo, Diretor de Inovação e Desenvolvimento Tecnológico do Pelotas Parque Tecnológico, a edição em formato híbrido do Robopel possibilitou com que a comunidade acadêmica participasse ainda mais ativamente das propostas de oficinas.

“Estamos muito contentes com o resultado da participação do público, com mais de 3 mil alunos, professores e integrantes da comunidade em geral, que foram contemplados por essa iniciativa que visa inspirar ainda mais pessoas para a construção de uma educação inclusiva, tecnológica e voltada para a inovação. Com certeza cumprimos o nosso propósito com êxito em mais uma edição desse evento tão importante para todos nós”, afirma o Diretor.

Para a Diretora Executiva do Pelotas Parque Tecnológico, Rosâni Ribeiro, o Robopel é um evento que promove muito mais do que a inovação na educação, mas proporciona uma conexão de saberes inédita na região. “Desde 2016, o parque tecnológico e seus parceiros têm auxiliado para a construção de uma cadeia produtiva voltada para a criatividade e para esse compartilhamento de saberes em um só espaço. Estamos muito felizes com a participação da comunidade acadêmica e em poder colaborar para que ainda mais propostas benéficas para a sociedade surjam a partir das oficinas. O Robopel deve se transformar em um projeto com atividades mensais, culminando com uma grande exposição para o ano de 2023”, salienta ela.

A programação virtual do Robopel-210 segue disponível e pode ser acessada no YouTube do Robopel (bit.ly/Robopel-210) e na página do Facebook (facebook.com/robopel209).

Sobre o Robopel-210
O Robopel-210 é uma realização do Pelotas Parque Tecnológico e Prefeitura Municipal de Pelotas, com coordenação da Escola Sesi Pelotas, Reverso Comunicação Integrada, ELIMU Social, NTE – Núcleo de Tecnologia Educacional de Pelotas/5ª CRE (Coordenadoria de Educação do Estado do Rio Grande do Sul), CRIE/UFPel e CETEP – Centro Tecnológico Educacional de Pelotas/SMED – Secretaria Municipal de Educação. Apoio Institucional da Câmara de Vereadores de Pelotas – TV Câmara, além do apoio do Sebrae, Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul), Diário Popular, K2TV, AZONASUL, Copes – Consórcio Extremo Sul, Co.Place Coworking, Sicredi, Alabama e SEPRORGS. Patrocínio Associação Comercial de Pelotas (ACP), Banrisul, Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e Cigam Software de Gestão. Internet oficial Vetorial Internet e Tecnologia.

Sobre o Pelotas Parque Tecnológico
O Parque, criado oficialmente em 2016, é gerido pela TECNOSUL – Parque Científico e Tecnológico, uma associação civil sem fins lucrativos de direito privado, caráter científico, tecnológico, educacional e cultural. Possui um Conselho de Administração (Consad), eleito a cada três anos, e atua em três grandes áreas nas quais o município já se destaca como polo: tecnologia da informação e comunicação; tecnologia em saúde e indústria criativa. Atualmente, 63 empresas atuam no Pelotas Parque Tecnológico, sendo 23 instaladas nas áreas geridas pelo Parque, sete no coworking, 15 incubadas, 18 pré-incubadas. Entre as incubadoras estão a Conectar, Incubadora de Base Tecnológica da UFPel; CIEMSUL, incubadora de empresas multissetorial da UCPel e SENATEC, destinada às empresas júnior. Ainda, existem 23 instituições parceiras. O Parque oferece espaço coworking, com área gastronômica para 55 pessoas, auditório para 230 pessoas, duas salas de reunião e capacitações e estacionamento para 65 carros. Ao todo, o Pelotas Parque gera 267 empregos diretos e 638 indiretos

Comentários