COLUNA CAMINHOS DA ZONA SUL – DIÁRIO DA MANHÃ – 11.01.2022

Caminhos da Zona Sul________________________Paulo Gastal Neto

Vento – O governo do RS abriu a consulta pública para o futuro edital de concessão de uso de áreas da Laguna dos Patos. A população terá até 21 de janeiro para enviar sugestões e contribuições sobre o projeto, que visa implantar aerogeradores de energia elétrica (parque eólico). Com a concessão, o Rio Grande do Sul pretende oferecer soluções de médio e longo prazos para a geração de energia renovável e limpa. O projeto está alinhado com o compromisso firmado na COP26 relacionado às mudanças climáticas, em promover ações que minimizem as emissões de carbono. O objeto da concessão contará com a possibilidade de instalar aerogeradores em dois lotes da Laguna dos Patos – Lote Norte e Lote Sul. A expectativa é de que o edital seja publicado até o próximo mês. A área objeto da concessão será explorada pela concessionária, no entanto o poder público fiscalizará toda a prestação do serviço, que deverá atender a indicadores de desempenho, exigindo qualidade para os usuários e sustentabilidade socioambiental.
***
Gás – A transferência do controle da Companhia de Gás do RS (Sulgás) para a Compass Gás & Energia aconteceu na semana passada em cerimônia em Porto Alegre. A empresa, pertencente ao Grupo Cosan, venceu o leilão de privatização realizado em outubro do ano passado, na sede da B3, em São Paulo, com uma oferta de R$ 927.799.896,55. O CEO da Compass Gás e Energia, Nelson Gomes, ressaltou que o mercado brasileiro de gás natural passa por um momento de transformação e que a privatização da Sulgás marca esse processo, sendo a primeira em cerca de 20 anos no setor. O gás natural promove o desenvolvimento das cidades, e a experiência que adquirimos ao longo de mais de dez anos de gestão na distribuição desse energético, unida ao belo trabalho que vem sendo conduzido pela Sulgás, vai beneficiar a população e a economia do Rio Grande do Sul.
***
Duplicação – Participando do Treze Horas da Rádio Universidade na semana passada, o Deputado Federal Daniel Trzeciak-PSDB/RS, demonstrou otimismo em seu comentário com relação a duplicação do trecho sul da BR-116 – Guaíba Pelotas. Salientou que foi realizada recente licitação de um dos trechos e que os cerca de 80 quilômetros que restam para a conclusão da duplicação, deverão ser retomados ainda nos primeiros meses de 2022 e a conclusão poderá ser sim no fim deste ano. Aguardar. Otimismo de quem está nos corredores de Brasília, merece crédito.
***
Furg – Realizado pela Federação de Empresas Júniores do Rio Grande do Sul (Fejers), o Prêmio Fejers é um importante momento de reconhecimento do trabalho realizado por empresas júniores (EJs) do estado no cumprimento de metas pré-estabelecidas. Na ocasião, sete EJs da FURG foram agraciadas com a premiação, sendo elas: Byte Jr; Casp Jr; EngerSolution; Escala; MAC Alimentos; Opus; e Phi. Atualmente, existem dez empresas júniores na FURG, sendo nove hospedadas em Rio Grande e uma em Santo Antônio da Patrulha; dessas, 70% bateram suas metas anuais. Além deste reconhecimento ainda houve uma premiação individual para a Opus, chamado “EJ transformação”.
***
BRDE – O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) fechou 2021 com resultados jamais registrados em termos de contratações para novos investimentos no Rio Grande do Sul. Com operações efetivadas para os mais diferentes setores da economia gaúcha, atingiu a marca de R$ 1,428 bilhão em financiamentos ao longo de 2021. O crescimento é de 24,5% se comparado com as contratações fechadas em 2020 para o Estado, quando o volume de crédito ficou em R$ 1,147 bilhão. Reflexo do momento positivo que viveu o agronegócio ao longo do ano e da sua importância ao desenvolvimento regional, o setor responde por mais de R$ 345,6 milhões das operações de crédito. O total destinado a atender produtores rurais e cooperativas gaúchas ficou R$ 54 milhões acima do registrado em 2020. O maior incremento em termos de contratações, porém, foi registrado pelo setor da indústria de transformação, que fechou o ano com um volume de R$ 391,2 milhões em financiamentos do BRDE no Estado. É um salto de R$ 103 milhões diante do exercício anterior.
***
Até a próxima!

Comentários