GRUPO ESPANHOL VISITA FURG

Na oportunidade, representantes da empresa estiveram cumprindo agenda na cidade, sendo um destes compromissos uma reunião com o reitor da FURG, Danilo Giroldo, uma vez que a universidade uniu esforços para auxiliar na concepção do projeto – que envolve a instalação de uma usina termelétrica e a planta de regaseificação.

Empresa também será responsável pela distribuição de gás para o abastecimento do distrito industrial
 
Na última sexta-feira, 27, a Universidade Federal do Rio Grande (Furg) recebeu a visita do grupo espanhol Cobra, responsável por operar na área do desenvolvimento, construção e operação de instalações industriais. Na oportunidade, representantes da empresa estiveram cumprindo agenda na cidade, sendo um destes compromissos uma reunião com o reitor da Furg, Danilo Giroldo, uma vez que a universidade uniu esforços para auxiliar na concepção do projeto – que envolve a instalação de uma usina termelétrica e a planta de regaseificação.
 

No dia 22 de dezembro acontecerá uma audiência pública, por meio da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), para debater o Relatório de Impacto Ambiental (Rima) referente ao Licenciamento Ambiental das obras. Com a aprovação, o processo de instalação, tanto da usina quanto da planta de regaseificação serão iniciados no município. Acesse o estudo completo clicando aqui.

De acordo com o reitor, o tema é muito importante para a região, pois engloba a oferta de gás, fonte de energia fundamental para o desenvolvimento industrial, uma vez que é mais barata e possui alta eficiência para os processos envolvidos no setor produtivo. “Atualmente, Rio Grande não tem acesso a esse tipo de recurso. A única fonte de gás que o estado recebe, hoje, é limitada e se esgota na metade norte. Em função dessa limitação, acaba-se limitando, também, a própria expansão industrial do Rio Grande do Sul”, considerou Danilo.

Desenvolvimento da região

A Furg acompanha o tema desde as primeiras discussões sobre possibilidades de implantação e locais de instalação. Dessa forma, a universidade contribuiu com algumas definições sobre a formatação do projeto. “O grupo esteve na cidade em uma sequência de reuniões, incluindo encontros com a Prefeitura Municipal e representantes do setor industrial, tendo em vista o caráter transformador do projeto. Para a FURG, em função da proximidade criada, existe o interesse e a vontade de viabilizar parcerias futuras com a operação”, explicou o reitor.

Comentários