COLUNA CAMINHOS DA ZONA SUL – DIÁRIO DA MANHÃ – 13.04.2021

CAMINHOS DA ZONA SUL_________________________Paulo Gastal Neto

www.caminhosdazonasul.com.br

Infra Week – A semana que passou foi de intensa movimentação em relação a projetos de infraestrutura e o futuro regional, sobretudo tendo Pelotas como polo regional da logística. A cidade será um excelente complemento para viabilizar as ações de evolução no potencial aeroportuário e portuário.

***

Céu – A aérea Gol oficializou os planos de operar um voo direto entre Pelotas e São Paulo. A estratégia faz parte do programa de voos regionais estimulada pelo estado e que atraiu a empresa para o mercado do Rio Grande do Sul. A ideia é estender, além de Pelotas, para mais três cidades ligando Guarulhos, em São Paulo: Uruguaiana, Santa Maria e Santo Ângelo. De Pelotas e Uruguaiana ao aeroporto de Guarulhos, serão três voos diretos por semana, aumentando essa frequência mês a mês até a rota ficar diária e os bilhetes começam a ser vendidos em junho próximo. A estratégia tem o Estado como retaguarda através do Programa de Desenvolvimento da Aviação Regional (PDAR-RS), que concede incentivos fiscais para quem investir em aviação regional. A ideia da empresa é começar a operar as rotas Pelotas/SP e Uruguaiana/SP a partir de outubro de 2021. Os voos serão diretos e, de São Paulo, o passageiro poderá fazer conexão com os demais destinos. Atualmente, a Gol opera desta maneira em Caxias do Sul e retomará Passo Fundo no final de maio.

***

Terra e mar – A companhia de celulose CMPC foi a vencedora do leilão realizado na última sexta-feira, 09.04, pelo Ministério da Infraestrutura que ofertou o terminal PEL01 do Porto de Pelotas, como parte integrante da Infra Week. A empresa, única que apresentou proposta pelo ativo, ganhou o certame oferecendo R$ 10 mil pelo empreendimento, mas se comprometendo em investir um total de R$ 16 milhões no complexo, no prazo de concessão de dez anos, período em que devem ser criados 270 empregos.  O presidente da CMPC Maurício Harger foi à bolsa de valores, em São Paulo, acompanhar o leilão e bater o martelo para o terminal. Comentou que a concessão por 15 anos representa a “continuidade dos investimentos” da empresa no Brasil. Maurício Harger lembrou que essa operação da empresa no porto tira 100 mil caminhões das estradas a cada ano. A CMPC traz madeira, sua matéria-prima, e envia celulose para exportar por Rio Grande. Harger disse ainda que a CMPC já investiu R$ 26 milhões no porto e que pretende investir mais do que o mínimo de R$ 16,4 milhões exigido no edital no período de concessão, de 15 anos.

***

Empregos – Pelotas apresentou saldo positivo na geração de empregos no mês de fevereiro, segundo os dados divulgados pelo Caged que atestam a criação de 639 vagas. Os setores de serviços e indústria foram os que mais contrataram, em meio a um cenário complicado. Os dados anunciados podem ser considerados um alento. No Rio Grande do Sul, o saldo também foi positivo, com 29.587 novas vagas no mesmo período.  Fevereiro de 2021 foi o melhor mês registrado no período, visto que Pelotas encerrou 2020 com a perda de 939 postos de trabalho.  Neste mês Pelotas apresentou 2270 admissões e 1631 desligamentos, com o saldo positivo de 639 vagas. Dessas, 429 ocorrem no setor de serviços, 103 novas vagas na indústria e 89 na construção civil.

***

Perfil – Das 2270 admissões ocorridas em fevereiro de 2021, 1.318 foram homens e 952 mulheres. A maior parte das contratações foi de pessoas entre 30 e 39 anos, seguida da faixa etária de 18 a 24 anos, tendo como escolaridade o ensino médio completo.

***

RS – Já no estado, no mês de fevereiro foram geradas 117.994 vagas e fechadas 88.407, resultando em saldo positivo de 29.587. Ao contrário de Pelotas, a maior parte dos contratados está na faixa etária de 18 a 24 anos, também com ensino médio completo. No RS, as áreas que mais geraram vagas foram a indústria, com 16.692; serviços, com 7.617 e comércio, com 3.154.

***

Até a próxima!

Comentários