COLUNA CAMINHOS DA ZONA SUL – DIÁRIO DA MANHÃ – 23.02.2021

CAMINHOS DA ZONA SUL_________________________Paulo Gastal Neto

www.caminhosdazonasul.com.br

Indústria do RS – Apresentou o oitavo mês consecutivo de variações positivas, com +19,2% em janeiro frente ao mesmo mês do ano anterior. Dentre os 19 setores industriais analisados, apenas um não apresentou variação positiva, enquanto dois ficaram estáveis. Um dos destaques positivos ocorreu no segmento de Veículos (+13,3%), enquanto o setor de Bebidas obteve a pior variação mensal interanual desde maio de 2020, apresentando uma queda de -4,2%. Atualmente, o setor lida com queda de demanda – grande parte por ocasião da diminuição de eventos em virtude da pandemia – e aumento no valor dos custos de matéria-prima.

***

Atacado do RS –  apresentou variação mensal em janeiro na ordem de +10,1% em comparação com o mesmo mês do ano anterior, após ter apresentado queda de -7,7% em novembro e aumento de +10,5% em dezembro. As principais influências positivas para a performance do indicador foram os desempenhos dos setores atacadistas de Metalurgia (+84,3%), Material de Construção (+53%), Insumos Agropecuários (+16,8%) e Alimentos (+6,7%) – os dois últimos setores em decorrência do aumento nas operações com inseticidas, trigo, arroz e subprodutos de soja. Por outro lado, os setores atacadistas de Combustíveis (-5,8%) e Bebidas (-9,5%) apresentaram variação negativa, indicando menor volume de operações em 2021 em comparação com o mesmo período de 2020. No acumulado desde o início da pandemia, a atividade registra ganho de +2,1%

***

Varejo do RS – A atividade Varejista, por sua vez, registrou indicador interanual na ordem de +2,6% no mês de janeiro. É o sexto mês consecutivo sem apresentar variação negativa para a atividade. Os setores com maior contribuição para o resultado positivo foram Supermercados (+10,9%), Materiais de Construção (+19,8%), Medicamentos (+9,3%) e Móveis (+31,2%). É valido ressaltar que os valores do boletim são corrigidos pelo índice geral do IPCA – contudo, conforme o IBGE, a variação de preços nos últimos meses tem sido maior que isso para alguns setores, como Alimentação e Bebidas e Artigos de residência, o que pode influenciar na variação positiva detectada para setores relacionados. Os varejistas de Eletroeletrônicos mantiveram níveis estáveis (+1%), enquanto o varejo de Veículos, Combustíveis e Vestuário registraram queda (respectivamente de -7,5%, -7,3% e -14,8%). Agora, a atividade varejista acumula queda de -2,3% entre 16 de março de 2020 e 31 de janeiro de 2021.

***

Encontro – O governador Eduardo Leite recebeu o novo Presidente da Federasul, Anderson Trautman Cardoso. Anderson estava acompanhado do Vice-Presidente de Infraestrutura da entidade Antônio Carlos Bacchieri Duarte. Na pauta, inovação, privatizações e obras de infraestrutura como também PPPs poderão acontecer. ‘ – Precisaremos em muitos projetos e do apoio da AL, disse Bacchieri à coluna. Além de uma primeira aproximação, o encontro serviu para alinhar pautas em comum do governo com a nova gestão (2021-2022) de uma das principais entidades empresariais do Estado. Anderson Cardoso afirmou que, na sua gestão, a inovação deve ser um tema central, principalmente para ampliar a competitividade e o crescimento econômico do Estado. O governador reconheceu a iniciativa e lembrou que inovação também é um dos pilares da sua gestão à frente do Executivo gaúcho, colocando todas as equipes das secretarias à disposição para dialogar sobre essa e outras pautas, como privatizações, PPPs, investimentos e projetos que tramitam ou vão para a Assembleia Legislativa. Com 160 entidades e 80 mil empresas afiliadas, a Federasul começou a ouvir demandas regionais e vai elencar prioridades locais para discutir junto com o Estado e outras esferas.

***

Vagas – Através da qualificação da mão de obra, o Centro das Indústrias de Pelotas (Cipel) e os sindicatos filiados estão apresentando cursos para atualização e qualificação em normas técnicas ou reciclagens de conhecimentos, que estão à disposição dos empregadores para inscrições de seus colaboradores. As atividades pedagógicas têm a coordenação do Serviço Social da Indústria (Sesi), através do corpo técnico e infraestrutura oferecidas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), com aulas em turnos inversos à jornada de trabalho ou modalidades intensivas, onde a capacitação é oferecida de forma concentrada em um ou dias. Ao todo, 11 cursos estão previstos para ocorrerem até o mês de abril, com possibilidade de novas modalidades para o atendimento das demandas solicitadas. Os primeiros cursos ocorrem nos dias 25 e 26 de fevereiro e oferecem vagas para qualificação em NR 12, que trata da Segurança na Operação com Prensas e em NR 35, destinado ao trabalho em altura. Informações sobre inscrições são prestadas pelos fones (53) 2123-8090; (53) 2123-8050 ou wattsApp (53) 99192-3994.

***

Até a próxima!

Comentários