COLUNA CAMINHOS DA ZONA SUL – DIÁRIO DA MANHÃ – 15.12.2020

CAMINHOS DA ZONA SUL_________________________Paulo Gastal Neto

www.caminhosdazonasul.com.br

Ela – Sempre ela: a BR-116. Em cerimônia que contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, o DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes liberou na semana passada um trecho de 27 quilômetros de duplicação da BR-116, chegando a quase 60% de conclusão da obra, entre Porto Alegre e Pelotas. Dos 27 quilômetros, 10 foram feitos em parceria com o Exército. Também foi entregue o viaduto sobre a linha férrea na BR-392, aqui em Pelotas.

***

Ponte do Guaíba – Na mesma oportunidade, o DNIT também liberou de maneira parcial a nova ponte do Guaíba, na BR-290, na Região das Ilhas, em Porto Alegre. Foram liberados 12,3 quilômetros — só a ponte abrange 2,9 quilômetros. O evento aconteceu no vão principal da ponte, que conta ainda com três das sete alças de acesso: uma no sentido Porto Alegre-Litoral Norte, outra sentido Porto Alegre-Região Sul e outra da Região Sul ao centro da Capital. De acordo com o DNIT, esses trechos representam 95% de toda a obra. A finalização dos outros quatro acessos depende da retirada de 500 famílias das vilas Areia e Tio Zeca, que é analisada pela Justiça e não tem prazo para ocorrer. Com um investimento de aproximadamente R$ 760 milhões, a estimativa do DNIT é que 50 mil veículos utilizem a travessia diariamente. As obras começaram em outubro de 2014 e deveriam ter sido concluídas em 2017.

***

Contorno – Quanto as obras de duplicação no Contorno de Pelotas, o órgão informou que o trecho de 23,69 quilômetros das Brs-116 e 392, que faz ligação ao Porto do Rio Grande pela BR-392 e é continuidade da BR-116, tem 95% de execução, os serviços estão direcionados para as intersecções da BR-116 com a Avenida Cidade de Lisboa e da BR-392 com a via férrea. Na última quinta-feira (10), a pista do viaduto construído na intersecção da BR-392 com a via férrea, no km 65,4 da rodovia, aqui em Pelotas, começou a operar em mão dupla, temporariamente, até que seja concluída a construção da estrutura. Desde do início do mês, a pista sentido Jaguarão-Rio Grande está liberada ao tráfego. O Contorno de Pelotas opera com 21 quilômetros em pista dupla. O primeiro lote, de 11 quilômetros, foi concluído, enquanto que o segundo está em obras, mas já totaliza 10 quilômetros entregues ao tráfego. Somente este ano ocorreram três liberações, somando aproximadamente sete quilômetros. A previsão é que as obras de duplicação sejam concluídas até dezembro do ano que vem.

***

Martelo – A CEEE-D será vendida! Será a primeira estatal a ser p´rivatizada pelo atual governo. Ela é o braço de distribuição de energia elétrica do Grupo CEEE e teve seu edital de privatização publicado na última terça-feira (8/12) no Diário Oficial do Estado. As propostas, com valor mínimo de R$ 50 mil, isto mesmo, R$ 50 mil reais, devem ser entregues até 29 de janeiro de 2021 na B3, a bolsa de valores do Brasil. O leilão está previsto para o dia 3 de fevereiro. Com o lançamento do edital do leilão para privatização da CEEE-D, sinalizando datas e condições para a venda, o Estado do Rio Grande do Sul projeta uma maior interação com o mercado. O edital demonstra o esforço do governo para conseguir efetivar a troca de controle da Distribuidora e, com isso, não apenas prover a melhoria dos serviços entregues à população em médio e longo prazos, mas também evitar a perda da concessão, o que representaria a assunção de passivos bilionários pelo governo estadual. Junto do restante da CEEE mais a CRM e a Sulgás, privatizações já aprovadas pela Assembleia Legislativa, além de concessões e parcerias público-privadas (PPPs), as desestatizações fazem parte da agenda de desenvolvimento do governo.

***

Até a próxima!

Comentários