COLUNA CAMINHOS DA ZONA SUL – DIÁRIO DA MANHÃ – 25.08.2020

CAMINHOS DA ZONA SUL____________________Paulo Gastal Neto

www.caminhosdazonasul.com.br

Trilhos – A Rumo – sucedânea da América Latina Logística,  iniciou obra de revitalização da ponte ferroviária sobre o canal São Gonçalo, aqui em Pelotas. Os trabalhos envolvem a substituição dos cabos de aço e a construção de novos contrapesos (estrutura de concreto) que garantem a segurança operacional das torres e do içamento da ponte para a passagem das embarcações náuticas. Considerado um serviço de alta complexidade pelas características estruturais da ponte construída em 1882, as equipes de trabalho contratadas devem executar o serviço no prazo de 150 dias. As obras foram necessárias após o rompimento de um cabo de aço no último dia 22 de julho, ocasionado pelo elevado número de içamentos diários que danificaram parte da estrutura da ponte. Desde que assumiu a concessão em 2015, a concessionária realizou diversas melhorias na estrutura elétrica e física da ponte, entre elas a instalação de um novo sistema de automação eletromecânico no vão móvel da ponte que otimizou o fluxo no canal.

***

Luz – O Gerente Regional da CEEE Distribuição, Alexandre Ávila participou do Treze Horas da R.U. onde falou sobre a obra da nova Subestação Pelotas 1, que contou com investimentos totais de R$ 20,6 milhões. O empreendimento beneficia diretamente 51 mil clientes, promovendo a melhoria da qualidade da energia para 122 mil unidades consumidoras da região. Segundo a companhia gaúcha, os recursos foram obtidos junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD). Já o consórcio responsável pela obra é formado pelas empresas GI Energy Engenharia Ltda., Concert Technologie S.A. e Proel Engenharia Ltda. A nova subestação conta com dois transformadores de 31,25 MVA, totalizando 62,5 MVA de potência. De lá, partem onze novos alimentadores (redes de média tensão que abastecem a rede de baixa tensão), oferecendo maior confiabilidade no fornecimento de energia para os clientes do município, em especial aos bairros Areal, Centro, São Gonçalo e Laranjal.

***

Aniversário – Na última sexta-feira a FIERGS completou 83 anos de fundação. O presidente Gilberto Petry lembrou em artigo que no último dia 20 de julho ocorreu um evento inédito na história da entidade: a posse das novas diretorias da Federação e do Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul, realizada com plateia virtual, através de transmissão da cerimônia pela internet. Esse fato resume o contexto a que estamos submetidos em função da pandemia, mas mostra que, além de tudo, a FIERGS mantém a dinâmica de sua atuação em qualquer situação que se apresente. Petry discorre ainda que nos últimos cinco meses de estresse, perdeu noites de sono, mas não a teimosia de sonhar. Se disse otimista em relação ao desenlace da crise atual, acreditando no empresariado brasileiro que retira das adversidades novas experiências. No entanto, as respostas das autoridades à pandemia trouxeram muitos problemas desnecessários, afirmou durante a solenidade virtual: O equilíbrio entre o isolamento social e um nível estável das atividades econômicas ficou em segundo plano. Vieram as decisões do tipo “sanfona” – abre e fecha empresas – num ciclo que penaliza o sistema produtivo como se ele fosse causa e não uma das vítimas da doença. Petry concluiu dizendo que: A resistência chegou ao limite. Caso essa situação perdure por mais tempo, ao final da pandemia vamos apenas recolher os restos de empresas e de empregos, em meio a um formidável colapso econômico com brutal redução da receita fiscal, o que aumentará as pressões sobre o Estado. Está aí importante e marcante depoimento e alerta do presidente da Fiergs Gilberto Petry!

***

Cooperativismo – A Cooperativa Piá firmou parceria com o Banrisul. Através do programa Banriagro Custeio, os associados da cooperativa terão acesso a recursos disponibilizados pela instituição bancária para custeio agrícola e pecuário.  Com o programa, o agricultor terá a garantia de recursos para pequenos investimentos, como a melhoria da propriedade, a formação de lavouras para a silagem e a ampliação e qualificação do rebanho leiteiro, com a aquisição de vacas com taxas de juros moderados e um prazo de até 36 meses para pagar. A Piá vai disponibilizar, ainda, o programa “Aquisição de Rações Bonificadas”, que poderá ser adquirido quando o associado contratar rações por um tempo específico. Além destas linhas, também serão disponibilizados créditos para aquisição de sementes de milho, sementes de pastagem, sementes forrageiras, entre outros insumos necessários para a produção de leite. Para acessar as linhas de crédito, a Piá coloca à disposição do produtor rural associado técnicos que farão a elaboração dos projetos sem nenhum custo.

***

Até a próxima!

Comentários