COLUNA CAMINHOS DA ZONA SUL – DIÁRIO DA MANHÃ – 26.05.2020

CAMINHOS DA ZONA SUL

www.caminhosdazonasul.com.br – Paulo Gastal Neto

Uma nova empresa – Através do projeto Óleo Sustentável, lançado pelo Sanep no ano passado, quem preserva o meio ambiente, dando um destino correto ao óleo de cozinha usado, também tem colaborado com as unidades de saúde que enfrentam a pandemia do novo coronavírus na cidade. Isso porque todo o material descartado nos pontos de coleta é transformado em materiais de limpeza – itens essenciais para evitar a propagação do vírus, que são doados pela autarquia e auxiliam na higienização dos centros de atendimento ao público. De novembro a março, foram coletados 7,6 mil litros de óleo. Destes, 3 mil litros já foram revertidos em 18,8 mil artigos de limpeza – 17 mil barras de sabão (4,2 toneladas) e 1,8 mil tubos de detergente (900 litros), números que dimensionam o poder da iniciativa para transformar o, até então, lixo descartável em arma poderosa contra o vírus. Por isso, atualmente, toda a produção da Usina de Processamento de Óleo Saturado do Sanep é encaminhada às instituições de saúde do município. Nota dez!

***

Balizador – A UCPEL – Universidade Católica de Pelotas, através de seu Escritório de Desenvolvimento Regional deverá divulgar em seguida o resultado de uma coleta de dados, iniciada no fim de abril, e endereçada ao empresariado local. Serão dados sobre os impactos causados pelo novo coronavírus no setor financeiro do município. As informações serão repassadas ao Poder Público – em Pelotas, ao Comitê Pró-Economia criado pela Prefeitura -, para o estudo de ações de recuperação do setor pós-pandemia.

***

Doação – A CMPC Celulose, com sede em Guaíba e operações em Pelotas estará doando ao governo do Estado 900 mil máscaras nos próximos três meses. A CMPC fez, na semana passada, uma entrega simbólica de quatro caixas do produto ao governador Eduardo Leite, no Palácio Piratini. Serão 900 mil unidades, sendo 300 mil a cada mês. Um primeiro lote de 100 mil máscaras já foi doado para serviços públicos de saúde nas cidades em que a empresa mantém operações no Estado.

***

Rádio – O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, DEM, participou do programa Treze Horas, da Rádio Universidade, na última quinta-feira, 21.05, falando de Brasília por telefone. O Ministério da Cidadania é hoje o maior ordenador de despesas do orçamento federal, pois é ele que distribui recursos do Bolsa Família e também está sendo a referência para a distribuição dos Benefícios de R$ 600 e R$ 1.200 reais que são repassados aos trabalhadores informais do Brasil todo. O ministro também falou sobre a estiagem que abala o Rio Grande do Sul. Onyx Lorenzoni relatou também sobre o trabalho desenvolvido em relação ao COVID-19 / Novo Coronavírus em todo o país. Como um integrante de primeira hora do grupo que apoiou o presidente Jair Bolsonaro, Onyx Lorenzoni fez a sua consideração em defesa do presidente e suas ações.

***

Estiagem – Mesmo que a chuva tenha retornado no fim da semana passada a seca no estado já fez o seu estrago. Ela provocou uma queda de 28,7% na safra de grãos de verão no RS, com uma colheita de 22,46 milhões de toneladas, segundo levantamento divulgado na última sexta-feira, 22, pela Emater. No ciclo 2018/2019, a produção gaúcha havia sido de 31,50 milhões de toneladas. As maiores perdas foram na soja, que teve uma redução de 42,2% na produção, atingindo apenas 10,7 milhões de toneladas, contra 18,5 milhões de toneladas na safra passada. Segundo o diretor-técnico da Emater, Alencar Rugeri, a cultura foi extremamente afetada no período mais crítico para o desenvolvimento de grãos, que é o final de fevereiro e o início de março, quando em torno de 60% das lavouras gaúchas estavam em fase de enchimento de vagens. Com isso, a produtividade da soja, que no ano passado foi de 3.178 quilos por hectare, caiu 43,6% nesta safra, para 1.793 quilos por hectare.

***

Até a próxima!

Comentários