PELOTAS TEM SALDO POSITIVO DE EMPREGO EM 2021, APONTA CAGED

Na avaliação do pesquisador em economia do Escritório de Desenvolvimento Regional da Universidade Católica de Pelotas (EDR/UCPel), Gustavo Frio, a retomada de todas atividades, ainda que com uma nova onda de casos de Covid-19, tende a manter a economia aquecida.


Foram criados 2.676 novos postos de trabalho. Os setores de serviços, comércio e construção civil foram os que mais admitiram 

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o ano de 2021 teve saldo positivo no emprego em Pelotas, com a criação de 2.676 postos de trabalho. O município acompanha o movimento do Estado do Rio Grande do Sul e do Brasil, que também tiveram mais admissões do que demissões durante o último ano.

Na avaliação do pesquisador em economia do Escritório de Desenvolvimento Regional da Universidade Católica de Pelotas (EDR/UCPel), Gustavo Frio, a retomada de todas atividades, ainda que com uma nova onda de casos de Covid-19, tende a manter a economia aquecida.

“Não vislumbra-se no curto prazo um fechamento de atividades como ocorreu em 2020 e 2021. Por isso, a perspectiva é de abertura de novas vagas. Muitas pessoas que hoje estão desalentadas (desistiram de procurar emprego porque não acreditam que vão encontrar) devem retomar a busca por vagas no mercado de trabalho”, avalia.

Em Pelotas, o setor de serviços puxou a alta de empregos, seguido pelo comércio e a construção. “O saldo positivo de 18,55% no setor da construção civil foi bastante relevante. Pode ser ainda um efeito da pandemia, em que as pessoas precisaram ficar mais em casa, gerando investimento em reformas, ampliações e novas aquisições”, explica Frio.

Quanto às características de escolaridade em Pelotas, pessoas com ensino médio completo foram a maioria dos ocupantes das novas vagas. O saldo também foi positivo para pessoas com ensino médio e superior incompleto e superior completo. “Houve diminuição nas vagas para pessoas não alfabetizadas, e com ensino fundamental incompleto e completo, assim como para pessoas com mais de 50 anos”, frisa o pesquisador.

Em relação ao início da pandemia, o município de Pelotas havia fechado 1.864 vagas em 2020 e abriu 2.676 em 2021, gerando um saldo positivo de 812 vagas, totalizando 60.849 vagas de emprego.

Indicadores do Rio Grande do Sul 

O Rio Grande do Sul gerou 140.281 novas vagas de trabalho. Serviços, comércio e indústria foram os setores que mais contrataram. Ao contrário de Pelotas, em que as novas vagas foram ocupadas em sua maioria por homens (52,2%), no RS, elas foram ocupadas por mulheres (53,9%). Pessoas entre 18 e 24 anos, com ensino médio completo, ficaram com a maior parte das vagas disponíveis em 2021.

Os dados completos da pesquisa estão disponíveis no link.

Comentários