COLUNA CAMINHOS DA ZONA SUL – DIÁRIO DA MANHÃ – 08.02.2022

Caminhos da Zona Sul________________________Paulo Gastal Neto

A maior ‘medicina’ do interios do RS – O Projeto Medicina UCPel está previsto para ser concluído em 2023 e vai transformar o Curso de Medicina da Universidade Católica de Pelotas em Escola Médica – A maior do interior do estado. Serão daqui há dois anos 1.080 alunos simultâneos nos seis anos que compreende a grade curricular. O projeto é desenvolvido há cerca de quatro anos. A diretora do Centro de Ciências da Saúde, professora Moema Chatkin enfatiza que: “Desde 2018 estamos adequando e planejando conforme a chegada de um número maior de alunos. Além de ampliar espaços, inserimos inovações, tecnologias, porque o nosso objetivo é alcançar a excelência acadêmica e também a melhor assistência à saúde”.
***
Efeito – O reflexo nas soluções relacionadas as áreas da saúde em toda a região serão potencializados. O investimento no curso é de cerca de R$ 15 milhões, incluindo obras civis e mobiliário, através de recursos próprios, planejados, alocados, analisados e aprovados no orçamento da instituição. Para algumas especialidades, principalmente no Campus Saúde, as obras representarão um acréscimo de 100% na área construída. Entre 2022 e o próximo ano, há uma projeção de 31% de ampliação dos espaços no Campus Saúde.
***
Hospital – O HUSFP também ganhou novos espaços para a Medicina. Em 2021 ficaram prontas duas salas de estudos da Clínica Médica e duas salas para vestiários. No Centro Acadêmico I também já foram entregues duas salas de estudos da Ginecologia e Obstetrícia e Pediatria. Estão em orçamento, no Centro Acadêmico II, novas salas de estudo, inclusive para alunos dos 2° e 4° anos. Também está em estudo financeiro a ampliação do Pronto Atendimento Pediátrico, que passará de quatro para seis consultórios. Esses movimento da UCPEL são os mais expressivos em saúde (fora os investimentos específicos no período de pandemia) que a região sul do RS já assistiu em tempos recentes. O conjunto dessas obras lembram as ações inovadoras e revolucionárias de Dom Antônio Zattera. A gestão do reitor José Carlos Pereira Bachettini Jr. se consolida como reconstrutiva e revolucionária após período longo de ajustamentos e reengenharias. Sem dúvidas uma nota relevante neste momento no que diz respeito a soluções para a instituição e o reforço de seu caráter comunitário regional.
***
Justiça – A desembargadora Iris Helena Medeiros Nogueira assumiu na última terça-feira a presidência do Tribunal de Justiça (TJ) do Rio Grande do Sul em sessão solene. Ela é a primeira mulher a comandar o Judiciário gaúcho substituiu o desembargador Voltaire de Lima Moraes no comando do TJ. Natural de Pelotas, Iris Helena graduou-se em Direito pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel) em 1981. Foi pretora (1985) e assumiu o cargo de juíza de Direito em 1986. Foi ainda juíza-corregedora e a primeira mulher a ocupar o cargo de corregedora-geral da Justiça, de 2016 a 2017. Tornou-se desembargadora do TJRS no ano de 2004 e atua na 21ª Câmara Cível do Tribunal.
***
Espaço – A prefeita Paula Mascarenhas participou do programa Conexão Municipal, organizado pela Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), com objetivo de reunir gestores e proporcionar a apresentação entre eles de projetos desenvolvidos em suas cidades, responsáveis por gerar educação e desenvolvimento. O encontro aconteceu de forma virtual. O Pacto Pelotas pela Paz, política pública da Prefeitura, foi o tema com o qual a prefeita deu início a sua participação no programa da Famurs.
***
Até a próxima!

Comentários