PORTOS DO RS MOVIMENTARAM 17,4% MAIS CARGAS DE JANEIRO A OUTUBRO DO QUE EM IGUAL PERÍODO EM 2020

Soja em grão, celulose, farelo de soja e fosfatos estão entre as cargas mais movimentadas em Rio Grande – Foto: Divulgação Portos RS

Na comparação com os dez primeiros meses de 2019, antes da pandemia, crescimento chegou a 11,2%

O porto do Rio Grande registrou o melhor período acumulado de janeiro a outubro da história do complexo. No mesmo período, o porto de Pelotas aumentou em 40,97% as movimentações em relação a igual intervalo do ano passado. Os dados foram divulgados pela Superintendência dos Portos do Rio Grande do Sul (Portos RS) na terça-feira (16/11).

De janeiro a outubro deste ano, os três portos públicos do Estado sob administração da Portos RS (Rio Grande, Pelotas e Porto Alegre), somados com a movimentação privada do complexo do Superporto do Rio Grande, movimentaram 40.647.273 toneladas – aumento de 17,39% em relação ao mesmo intervalo do ano passado e de 11,17% em relação aos 10 primeiros meses de 2020.

O complexo portuário do Superporto do Rio Grande – que envolve Porto Público, cinco terminais particulares arrendados, dois estaleiros e quatro terminais de uso privado de empresas – foi responsável pela maior parte desse total: 38.545.987 toneladas no período até outubro, aumento de 16,6% na comparação com o mesmo intervalo de 2020.

A movimentação do acumulado de janeiro a outubro deste ano se caracterizou como a melhor da história do complexo do Superporto. Nesse período de dez meses a movimentação já ultrapassa o volume registrado em todo 2020, de 38.090.430 de toneladas.

Com relação às movimentações no Superporto, os destaques de maior aumento percentual de cargas ficaram por conta de madeira (+184,58%), seguido por milho (64,53%), ureia (32,7%) e soja em grão (31,61%). A soja em grão foi também a responsável pelo maior volume de movimentação total no porto da região, totalizando 12.086.524 toneladas no período.

Movimentação de outubro no porto de Pelotas continua com destaque para as toras de madeira e o clínquer (componente do cimento). A movimentação aumentou quase 41% no ano comparado com igual inteervalo de 2020.

O porto de Pelotas registrou aumento de 23,24% nas movimentações realizadas no mês de outubro em relação ao mesmo período do ano passado. As duas principais mercadorias do porto pelotense continuam sendo as toras de madeira, respondendo por 76,7% da movimentação total do porto no ano e o clínquer, que responde por 18% das cargas do porto pelotense.

O porto de Porto Alegre foi o responsável pela movimentação de 633.404 de toneladas de fertilizantes em 2021, que juntamente com cevada, trigo, sal e outros somaram 908.129 toneladas no período dos 10 primeiros meses. Em relação ao ano passado, o total de cargas movimentadas no cais porto-alegrense registrou um aumento de 26,02%.

Conforme o diretor-superintendente da Portos RS, Fernando Estima, os recordes no ano refletem uma série de fatores, entre eles a melhoria da infraestrutura, investimentos de todos os terminais, a homologação do calado com maior profundidade, a chegada de novos terminais, como o Terminal Logístico do Arroz (TLA), e eficiência de todas as transportadoras, operadores e trabalhadores portuários.

Comentários