PARQUE TECNOLÓGICO E TECNOSUL DIVULGAM RESULTADO DO CONCURSO DA LOGOMARCA PARA O MEMORIAL ELÁDIO DIESTE

Lançado durante as comemorações do aniversário de cinco anos do Pelotas Parque Tecnológico, o concurso da identidade visual que representará o Memorial Eládio Dieste é um dos grandes destaques para a homenagem ao engenheiro e arquiteto uruguaio que inspirou o prédio do parque.

Lançado durante as comemorações do aniversário de cinco anos do Pelotas Parque Tecnológico, o concurso da identidade visual que representará o Memorial Eládio Dieste é um dos grandes destaques para a homenagem ao engenheiro e arquiteto uruguaio que inspirou o prédio do parque. Na última semana, a Comissão Julgadora elegeu o vencedor da logomarca que mais evidenciou a essência de Dieste, com a proposta de Diego Pizarro, que venceu dentre as nove ideias que foram apresentadas.

Diego Pizarro, Engenheiro Mecânico e proprietário da Moo Woody Design, conta que realizou uma imersão de conhecimento nos trabalhos e no universo artístico de Dieste para compor a união de suas obras com a modernidade e tecnologia do Pelotas Parque. “Tenho memórias muito especiais do prédio do parque tecnológico, de crescer nas redondezas sendo uma criança nos anos 90, então para mim é muito importante fazer parte dessa história. Foi muito satisfatório, não só do lado profissional, mas de saber que um trabalho meu ficará marcado naquele lugar”, explica Diego, que destaca a sua trajetória como incentivo para apoiar outras pessoas em seus projetos.

“Como engenheiro, teve um momento na minha carreira no qual eu quis trocar de área e partir para a parte mais criativa, de criação mesmo, totalmente o oposto da engenharia. Há seis anos nasceu a Moo Woody, e desde então a gente tem produzido logomarcas pelo Brasil e internacionalmente, como em Portugal, e no Canadá. Então eu aproveito para incentivar a galera que tem medo de mudar de área, porque essa mudança sempre tem um momento de refletir sobre ter feito a coisa certa, e com certeza esse prêmio foi um desses momentos para mim”, destaca Diego.

O concurso destinará a premiação em dinheiro no valor de R$1.000,00 ao vencedor, que conseguiu atender aos requisitos como a visão inovadora de conceito, originalidade, conexão da essência de Dieste com o Pelotas Parque, aplicabilidade, entre outros. O Parque Tecnológico e o Tecnosul, através da comissão organizadora, também informam que os demais participantes receberão uma menção honrosa por suas participações e colaborações ao Memorial.

Comissão Julgadora
A Comissão Julgadora foi composta pela Arquiteta Singuala Miranda, responsável pelo projeto original onde hoje funciona o parque tecnológico, Prof.ª Gisela Duarte, da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura do IFSul e conselheira do PPT, Eleonora Campos da Motta Santos, Coordenadora de Arte, Cultura e Patrimônio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da UFPel que representou o Pró-Reitor Eraldo Pinheiro, Prof. Ricardo Brod Mendes, do curso de Arquitetura e Urbanismo da UCPel, e Aline Borges Pinheiro, Gerente da Agência Cresol Pelotas.

As ações para o memorial são uma realização do pelotas Parque Tecnológico, com apoio da SDETI – Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, UCPel e Cresol, com parceria do Escritório Dieste y Montañez – Montevideo/UY.

Sobre o Pelotas Parque Tecnológico
O Parque, criado oficialmente em 2016, é gerido pela TECNOSUL – Parque Científico e Tecnológico, uma associação civil sem fins lucrativos de direito privado, caráter científico, tecnológico, educacional e cultural. Possui um Conselho de Administração (Consad), eleito a cada três anos, e atua em três grandes áreas nas quais o município já se destaca como polo: tecnologia da informação e comunicação; tecnologia em saúde e indústria criativa. Atualmente, 63 empresas atuam no Pelotas Parque Tecnológico, sendo 23 instaladas nas áreas geridas pelo Parque, sete no coworking, 15 incubadas, 18 pré-incubadas. Entre as incubadoras estão a Conectar, Incubadora de Base Tecnológica da UFPel; CIEMSUL, incubadora de empresas multissetorial da UCPel e SENATEC, destinada às empresas júnior. Ainda, existem 23 instituições parceiras. O Parque oferece espaço coworking, com área gastronômica para 55 pessoas, auditório para 230 pessoas, duas salas de reunião e capacitações e estacionamento para 65 carros. Ao todo, o Pelotas Parque gera 267 empregos diretos e 638 indiretos

 

Comentários