COLUNA CAMINHOS DA ZONA SUL – DIÁRIO DA MANHÃ – 17.11.2020

CAMINHOS DA ZONA SUL_________________________Paulo Gastal Neto

www.caminhosdazonasul.com.br

Novo calado do Porto – Este é um feito que o RS tem que comemorar, após um período de descaso com o principal porto do sul do país. Graças à remoção de mais de 16 milhões de metros cúbicos de sedimentos, o calado operacional do chamado canal interno do porto, onde estão os terminais portuários mais importantes e com o maior fluxo de cargas, passou de 12,8 para 15 metros. A profundidade, que era de 14,2, agora é de 16,5 metros. Com isso, a capacidade de movimentação passa a atender aos padrões internacionais de navegação, podendo receber embarcações de até 366 metros,  uma diferença de 29 metros em relação à capacidade anterior, de 337 metros, ou seja, os maiores navios do mundo poderão operar em Rio Grande.

***

Na hora certa – E esse novo calado do Porto do Rio Grande vem no momento mais propício, pois de acordo com o 2º Levantamento da safra de grãos 2020/21, divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) no último dia 10, o Brasil deverá alcançar a produção de 268,9 milhões de toneladas de alimentos, que representa 11,9 milhões de toneladas ou 4,6 % a mais do que a temporada de 2019/2020. Em relação ao volume estimado no mês passado, houve aumento de 269 mil toneladas. Com este resultado, o Brasil caminha para bater novo recorde. A nova estimativa considera a recuperação da produtividade das culturas da soja e do milho primeira safra. Ambas foram severamente prejudicadas pela estiagem em 2019, sobretudo no Rio Grande do Sul. Apesar do atraso das chuvas neste ano, os produtores aceleraram o ritmo e, até a última sexta-feira, o plantio alcançava 55% da área estimada, contra 56% no mesmo período da safra passada. O milho primeira estava em 54%, contra 42% há um ano. O plantio do arroz também estava adiantado, com 67% até o dia 6, bem superior aos 53% da safra anterior. Outro fator que contribui para o recorde é o aumento na área plantada. Este ano, a previsão é de que sejam cultivados 67,1 milhões de hectares, 1,8% a mais que na safra passada. Isso faz com que a área plantada também seja recorde.

***

Br-116 I – Com um investimento de R$ 207,4 milhões, os 50 quilômetros de duplicação da BR-116 entre Guaíba e Tapes serão concluídos em maio de 2022. A informação foi confirmada pelo major Rafael Buarque de Gusmão Gomes, comandante do destacamento Guaíba, que visitou a rodovia na região de Barra do Ribeiro. A vistoria contou com a presença de integrantes do Comando Militar do Sul  (CMS) e das universidades Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) e da PUC-RS. Os trabalhos na rodovia são realizados por 338 militares vinculados ao 1 Batalhão Ferroviário, de Lajes, em Santa Catarina. Conforme Gomes, os trabalhos da Operação Guaíba começaram em janeiro de 2019 e estão previstos a construção na BR-116 entre Guaíba e Tapes de três viadutos em travessias urbanas, a construção de uma ponte nova e a demolição e reconstrução de duas pontes. Além disso, serão feitos 484,4 mil metros cúbicos de terraplanagem e dois milhões de metros quadrados de pavimentação na rodovia. Os trabalhos do Exército estão concentrados no lote 1, do km 300 ao 325, de Guaíba a Barra do Ribeiro, num total de 24,5 quilômetros, e no lote 2, do km 325 ao 351, de Barra do Ribeiro a Tapes, num total de 26,3 quilômetros.

***

BR-116 II – Marcado para sexta-feira próxima, dia 20 de novembro, a entrega de mais um trecho feito pelo Exército da duplicação da BR-116. Serão 10 quilômetros entre os km 220 e km 230.   A liberação de pista nova será a penúltima antes do fim do ano.

***

Até a próxima!

Comentários