ESPECIAL DE DOMINGO: ABERTO NOVO PROCESSO PARA CERTIFICAÇÃO DAS SALAS DO EMPREENDEDOR NO RS

As inscrições devem ser realizadas até o dia 25 de setembro 

Espaços criados para simplificar e desburocratizar as rotinas empresariais, as Salas do Empreendedor podem também ter seus serviços reconhecidos e certificados. Para tanto, o Sebrae RS em parceria com a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) abriu o novo processo de avaliação e certificação das Salas que poderão receber os selos Ouro, Prata ou Bronze. O lançamento online do novo processo será no dia 31 de agosto, às 14h e as inscrições poderão ser realizadas através do link https://www.eventials.com/SEBRAERS/groups/bate-papo-online-salas-do-empreendedor-rs/.

O gestor estadual das Salas do Empreendedor no Sebrae RS, Marcio Benedusi, informa que, atualmente, estão em funcionamento 112 Salas no RS. “Apesar de termos apenas 22% dos municípios com este espaço, eles já beneficiam 72% das micro e pequenas empresas do Estado”, destaca. Destas Salas, sete já conquistaram o Selo Ouro, outras oito receberam o Selo Prata e 28 o Selo Bronze no processo de certificação realizado em 2019. “As Salas devem ser referência no atendimento ao empreendedor, atuando como um elo de transformação para o desenvolvimento local”, complementa Benedusi. Neste novo processo, para colaborar com o reconhecimento das Salas, a FNQ dará para cada Sala premiada, duas vagas no curso online Modelo de Excelência da Gestão® (MEG) – 21ª edição.

São avaliados 24 critérios no total, respondidos pelos responsáveis das Salas pelo link disponibilizado pela FNQ. Após serão realizadas entrevistas virtuais e as Salas que atenderem aos critérios pré-estabelecidos receberão a nova certificação. Para conquistar o selo Bronze, as Salas do Empreendedor precisam ofertar pelo menos nove serviços básicos de uma lista de 12 opções. Entre eles estão serviços de orientação e formalização de empresas e MEI (Microempreendedor Individual).

Para conquistar o selo Prata, além dos pré-requisitos do selo Bronze, são exigidos mais seis serviços intermediários de uma lista de oito opções, como por exemplo o atendimento do Corpo de Bombeiros, orientação para participação nas compras públicas e oferta de microcrédito. Já para ser Ouro, além dos pré-requisitos para os níveis básico e intermediário, é exigido das Salas do Empreendedor o oferecimento de, pelo menos, mais três serviços avançados de uma lista de quatro opções, coworking, assessoria jurídica, atendimento virtual e alvará online.

O que são as Salas do Empreendedor

São locais mantidos pelo poder público municipal para atender os empreendedores, de maneira simplificada e desburocratizada, com orientação e capacitação. Para isso, esses espaços reúnem em apenas um ponto os serviços oferecidos por várias secretarias e órgãos municipais, como Fazenda e Vigilância Sanitária, por exemplo. Uma Sala do Empreendedor precisa estar pronta para tirar todas as dúvidas dos empresários. Para que os municípios possam qualificar os atendimentos aos empreendedores, o Sebrae RS oferece capacitações online e gratuitas.

Comentários