POLÍTICA: PROGRESSISTAS LARGAM NA FRENTE PELA SUCESSÃO MUNICIPAL E MARCAM PRÉ-CONVENÇÃO

O presidente do PP – Progressistas do RS tem enfatizado que o partido deverá ter candidatura própria conforme determinação do diretório estadual,  no sentido de disputar  a eleição como cabeça de chapa em cidades com mais de 100 mil habitantes e que, se houver mais de uma alternativa em debate, isto deverá ser decidido pelo Voto.

Edital convocando a Pré-Convenção saiu na imprensa neste fim de semana.

O PP – Progressistas de Pelotas realizam pré-convenção domingo próximo (02), segundo edital publicado em jornal local. A convocação é pautada pela definição do candidato da sigla à disputa pela prefeitura na eleição municipal de novembro, com base na recente Resolução 19 do Diretório Estadual. A escolha entre a candidatura própria e eventual vaga de vice em chapa de partido adversário se dará por meio de votação dos 45 membros do diretório. Segundo a resolução do partido, em que se baseia o documento encaminhado por filiados, a votação ocorrerá na Associação Rural de Pelotas, entre 9  e 16 horas do próximo domingo, obedecendo às condições sanitárias, normas e regras municipais e estaduais concernentes ao distanciamento social, no contexto de combate à pandemia.

A pré-convenção é justificada pela manifestação dos pré-candidatos à vereança pelo Progressistas, acrescida da vontade da maioria da base partidária, em defesa de candidatura própria à disputa, representada pelo ex-deputado e prefeito Fetter Júnior. Outro argumento se fundamenta na necessidade de organizar e agilizar cronograma de pré-campanha, formalizar frente de partidos que estejam em desacordo com a atual administração e fortalecer atividades pré-eleitorais da coalizão de agremiações partidárias.

Os progressistas também mencionam o encurtamento do período destinado à campanha, conforme determina a minirreforma eleitoral de 2015 e defendem a pré-convenção com base na Lei 12.034/2009 e ampliada até a atual redação do art. 36-A da Lei no. 9.504/97. Acrescentam que  a provável candidatura própria segue determinação do diretório estadual,  no sentido de disputar  a eleição como cabeça de chapa em cidades com mais de 100 mil habitantes e que, se houver mais de uma alternativa em debate, isto deverá ser decidido pelo Voto, conforme tem enfatizado em suas andanças pelo RS, o presidente da sigla Celso Bernardi. Com essa decisão o Progressistas larga na ponta no quesito ‘pontapé inicial’ no processo sucessório à Prefeitura de Pelotas, que se realiza este ano.

ELEIÇÕES 2020

O Congresso Nacional aprovou uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que alterou as datas do caledário eleitoral deste ano em razão da pandemia do novo coronavírus. O calendário inicial, definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em dezembro do ano passado, previa o primeiro turno em 4 de outubro, e o segundo, em 25 de outubro. A PEC aprovada pelo Congresso adia o primeiro turno para 15 de novembro, e o segundo, para 29 de novembro.

Comentários