COLUNA CAMINHOS DA ZONA SUL – DIÁRIO DA MANHÃ – 23.06.2020

CAMINHOS DA ZONA SUL____________________Paulo Gastal Neto

www.caminhosdazonasul.com.br

RG I – A Câmara de Comércio da Cidade do Rio Grande – mais antiga do estado – definiu em Assembleia Geral Ordinária (on line) a nova direção da entidade que completa 176 anos em 2020. Pela primeira vez, a eleição ocorreu no formato virtual, diante do momento de distanciamento social para combate a pandemia mundial do COVID-19. Por aclamação, o 70º presidente da Câmara de Comércio é Paulo Roberto Telesca Bertinetti.  A reunião virtual iniciou com o discurso de despedida do presidente Antônio Carlos Bacchieri Duarte após três mandatos a frente da Câmara de Comércio. “Gostaria de agradecer a todos por terem me apoiado ao longo do mandato, em todas as questões. A nossa gestão foi muito focada em infraestrutura e a luta pela BR-116 foi um dos grandes trabalhos”. A diretoria e associados aprovaram um voto de louvor a Bacchieri pela sua ação a frente da entidade.

***

RG II – A reunião passou ao comando de Paulo Somensi que coordenou a eleição da nova chapa. Apenas uma chapa foi inscrita para concorrer a direção da entidade. Paulo Roberto Telesca Bertinetti liderou a listagem no cargo de presidente. O primeiro vice-presidente é Antonio Carlos Bacchieri Duarte. Como segundo vice-presidente está Clovis Klinger. Na tesouraria estão João Nelson Touguinha (1º tesoureiro) e Antony Rover Baptista (2º tesoureiro). Os secretários são: Jair Buffon (1º secretário) e Fernando José Fuscaldo Junior (2º secretário). A diretoria ainda é composta por: Gerson Cesar Souza, José Fernando Marchiori, Lucas Barros Elizalde, Luiz Carlos Hilario, Luiz Carlos Teixeira Zanetti, Marisa Wilde Rodrigues Pinto, Rafael Sá e Renato Gatti de Albuquerque. No Conselho Fiscal estão como titulares: Luis Carlos da Silva Carvalho, Henrique José Vieira da Fonseca e Luiz Antônio Dapuzzo Spotorno. Como suplentes estão: Flavio Tavares Bastos, Carlos Alberto Fernandes e Wilson Lemes Rackow.

***

Agro – O governo do estado anunciou recursos de R$ 8,26 milhões para os agricultores familiares gaúchos que têm dívidas com o programa Troca-Troca de Sementes da safra 2019-2020. No total, 52 mil agricultores serão beneficiados com a medida. Os agricultores do Programa Troca-Troca de Sementes Safrinha 2019-2020 serão anistiados, passando o subsídio de 28% para 100%. Para o Programa Troca-Troca Safra 2019-2020, o subsídio por parte do governo passará de 28% para 60%. A saca que custa R$ 160, com o subsídio de 28%, ficaria em R$ 115,2 – e agora passará a ser de R$ 64. A medida atende a uma solicitação dos agricultores familiares, tendo em vista a longa estiagem que atingiu o Estado, acarretando perdas de até 40% na produção de alguns municípios, e a pandemia de Covid-19, que está provocando prejuízos econômicos e financeiros para o Rio Grande do Sul.

***

Fumo – A Comissão de Economia, Desenvolvimento Sustentável e do Turismo da Assembleia Legislativa aprovou a realização de audiência pública para debater sobre a comercialização da safra do tabaco safra 2019/2020. Uma das principais culturas da região e importante para a economia do RS, a reunião está agendada para o dia 25 de junho, às 18h. Segundo o deputado estadual José Nunes, de São Lourenço do Sul, e proponente da seção, o objetivo da audiência pública é dar transparência ao processo e oportunidade para todos os elos da cadeia produtiva se pronunciarem.  Conforme o deputado, relato de agricultores e entidades dão conta de que a classificação feita pelas empresas tem prejudicado os produtores. Ele observa que o tabaco está presente em milhares de propriedades da agricultura familiar no Rio Grande do Sul, e tem enorme importância econômica e social.

***

Sem plástico – Vamos abolir essa praga que são as sacolas de plástico e as garrafas pets: até o dia 16 de julho, o SANEP – Serviço Autônomo de Saneamento de Pelotas – estará diariamente no Shopping Pelotas – exceto domingos e feriados – para divulgar a importância da redução do uso de sacolas plásticas. O projeto integra as ações de sustentabilidade e limpeza da cidade com foco no “Plástico Zero”, cuja ação no shopping acontecerá na loja 67 (em frente à Praça de Alimentação) para esclarecer dúvidas e divulgar ações educativas. O projeto “Plástico Zero” foi lançado no final de maio com o objetivo de diminuir o hábito de usar sacolas plásticas na feiras de Pelotas. Esse tipo de material leva de 100 a 400 anos para se decompor na natureza, por isso a ideia é incentivar a importância das sacolas reutilizáveis para reduzir os danos à natureza.

***

Até a próxima!

Comentários