SESI E PREFEITURA FORMALIZAM CONVÊNIO

    “Esta assinatura é um passo decisivo para transformar a vida de jovens da nossa cidade através da qualificação do ensino, uma área que priorizamos e acreditamos”. A afirmação foi feita pela prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas (PSDB), durante o ato de assinatura do convênio, realizado ontem (30) pela manhã, no Salão de Eventos do Sesi, prevendo a formação de professores de escolas públicas municipais através do método Sesi de Educação.

    Articulado pelo Centro das Indústrias de Pelotas (Cipel), ao estabelecer que uma das metas da atual gestão, coordenada pelo presidente Amadeu Fernandes, seria a melhoria dos indicadores de Educação do município, o convênio foi construído através do suporte do Sistema Fiergs, credenciado para a devida contratação com o ente público. “ Formar cidadãos atentos às mudanças do mundo, com visão colaborativa e empreendedora serão determinantes para a construção de um futuro mais próspero com cidadãos altivos para negócios e novas iniciativas”, destacou Fernandes.

    Durante pronunciamentos, o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs), José Alfredo Laborda Knorr, frisou que os princípios sociais da instituição são cuidar da saúde dos trabalhadores das indústrias e desenvolver a educação – itens que auxiliam “na mudança, no fazer e no progresso. A Escola do Sesi é modelo para todo o País, ganhou prêmios e se destaca no cenário. Bem-vindos professores. A Fiergs quer fazer, junto com o município, uma cidade melhor”, disse.

    Já o gerente de Operações da Escola do Sesi, Dionísio Schultz, comentou que, desde 2014, a unidade de Pelotas prospera. “Das vertentes do Sesi, a linha da educação é muito forte, com a missão de transformar pessoas. O ato de hoje vem ao encontro da proposta do Serviço, de se inserir na comunidade.”

    O modelo Educação Sesi adota sistema diferenciado, com trabalho que inclui robótica, “mind lab” (metodologia que trata do raciocínio lógico), e competências emocionais. Professor-articulador acompanha a trajetória do jovem no seu projeto de vida. Na escola – no Parque do Sesi à avenida Bento Gonçalves – o respeito à cultura juvenil inclui liberdade de utilização do telefone celular como tecnologia pedagógica, uso de boné, amplo diálogo e outros elementos característicos da faixa etária. Trabalho coletivo, sempre em grupo, e respeito à cultura juvenil são itens que também fazem parte da metodologia de Educação Sesi.

    ATO

    Participaram do ato de assinatura da parceria Município/Sesi os secretários de Educação e Desporto, Artur Corrêa, e o de Gestão da Cidade e Mobilidade Urbana, Jacques Reydams; a diretora da Escola do Sesi Pelotas, Maristela Kellermann; a gerência estadual da Educação do Sesi no Rio Grande do Sul, por meio dos profissionais Joyce Ramos, Mônica Berconi dos Santos e Alain Beiersdorf; o presidente do Centro das Indústrias de Pelotas (Cipel), Amadeu Fernandes e o vice-presidente, Luiz Carlos Pereira da Silva; o presidente da Associação Comercial de Pelotas (ACP), Mauro Bom; o titular do Sindicato da Indústria Metal-Mecânica, Ubirajara Terra; a do Banco de Alimentos de Pelotas, Helena Engers; o diretor do Sesc, Luiz Fernando Parada; e os representantes dos sindicatos das Indústrias da Construção Civil (Sinduscon), Ricardo Ferreira, e dos Gráficos, Gilmar Levien.




    Comentários