BR-116: EXÉRCITO CONFIRMA QUE ASSUMIRÁ TRECHO BARRA DO RIBEIRO / TAPES

Lideranças de vários partidos, prefeitos e representantes da sociedade participaram da reunião coordenada pelo Comandante Militar do Sul, General Miotto, na sede do comando.

O Exército Brasileiro confirmou, nesta segunda-feira, 3 de setembro, em reunião realizada na sede do Comando Militar do Sul, que assumirá as obras de duplicação da BR 116 – trecho Barra do Ribeiro e Tapes. O anúncio foi feito pelo comandante Militar do Sul, General de Exército, Geraldo Antônio Miotto e pelo comandante da 3ª Região Militar, general de Divisão Marcio Velloso.

O encontro contou com a participação dos representantes das duas Frentes Parlamentares em Defesa da Conclusão da Duplicação da BR 116 da Assembleia Legislativa e da Câmara Federal, coordenadas respectivamente pelos deputado Zé Nunes (PT) e Afonso Hamm (PP). Os deputados lideraram a comitiva que esteve reunida no 4º Grupamento de Engenharia do Comando Militar do Sul do Exército.

Também participaram da reunião deputados estaduais, federais, prefeitos e representantes da sociedade civil.

LOTES

O Exército deverá assumir os lotes 1 e 2, da BR-116, entre Guaíba e Tapes, desde que o Governo Federal garanta recursos. O anúncio foi feito na tarde desta segunda-feira (03), em uma reunião convocada pelo Comandante Militar do Sul, general de Exército Geraldo Antonio Miotto, em Porto Alegre. O encontro teve a participação do deputado Pedro Pereira (PSDB), do senador Lasier Martins (PSD), do superintendente substituto do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes do RS (DNIT), Delmar Pelegrini.

Miotto informou que um estudo técnico foi realizado no trecho correspondente aos lotes 1 e 2 e que o valor estimado para a conclusão das obras, dentro de um prazo de 36 a 42 meses, será de R$ 210 milhões. “São 50,8 quilômetros e somente assinaremos o contrato se o DNIT e a bancada federal gaúcha conseguirem os recursos com a União. Para iniciar os trabalhos são 50 milhões até o fim do ano e mais 60 milhões até o final de Abril de 2019” alertou o comandante.

O deputado Pedro Pereira lembrou que o término das obras de duplicação da BR-116, entre Guaíba e Pelotas, era para o final de 2015. Segundo o tucano, essa é mais uma irresponsabilidade do DNIT e do Governo Federal. “Assinaram contratos superfaturados e desperdiçaram dinheiro público. Porque iniciaram obras nos nove lotes? Pra que? Todos os dias têm acidentes e muitas pessoas já perderam a vida nesta rodovia. Isto é inaceitável”, desabafou.

Caso o Exército assuma os trabalhos, Miotto garantiu entregar a obra concluída dentro do prazo e com qualidade. Para os serviços de terraplenagem, pavimentação, obras de arte e drenagem serão deslocados militares do 1° Batalhão Ferroviário de Lages, Santa Catarina e do 2° Batalhão Ferroviário de Araguari, Minas Gerais. “Deslocaremos 300 homens para o Rio Grande do Sul e 119 equipamentos e viaturas para esta missão. O que for tratado tem que ser cumprido” finalizou o comandante.

Foto: Zelmute Marten

Comentários