AGRO – EXPODIRETO: MINISTRO SINALIZA COM REVISÃO DO FUNRURAL NA ABERTURA DA EXPODIRETO

Revogação do Estatuto do Desarmamento ganha força em feira de exposição agropecuária no município de Não-Me-Toque (RS)

Foi aberta oficialmente nesta segunda-feira (5), no município de Não-Me-Toque, no Rio Grande do Sul, a 19ª edição da Expodireto Cotrijal, uma das maiores feiras do agronegócio internacional. O coordenador da Comissão Externa Sobre o Endividamento Agrícola (CEXAGRI), deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), participou da solenidade, que contou com a presença do ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e do ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun.

De acordo com o parlamentar, Marun admitiu a possibilidade de o governo federal rediscutir o pagamento do Funrural. “Já há a sensibilidade de que esse passivo, de R$ 17 bilhões, é impossível para o produtor rural pagar. Reforcei a proposta de remissão do passivo acumulado nos últimos cinco anos. Ou seja, quem pagou para trás se credita daqui para frente e quem não pagou passa a pagar a alíquota de 1,2%”, explicou o parlamentar. Jerônimo também formalizou diretamente a Marun a proposta de criação de um grupo interministerial para discutir os temas relacionados ao endividamento agrícola.

Revogação do Estatuto do Desarmamento

Com o aumento dos índices de criminalidade, tanto no meio urbano quanto no rural, houve uma cobrança bastante firme por parte dos produtores rurais pela revogação do Estatuto do Desarmamento. “Nós vamos votar. Já está bem construído e o governo sinalizou que apoia. Nós queremos que as pessoas de bem tenham a condição, e com regras, de ter seu armamento em casa para poder fazer a sua defesa, a sua proteção e a de suas famílias. Os bandidos andam armados matando inocentes em todo o Brasil, como agora em Santa Maria, onde pai e filho foram assassinados por um delinquente. Isso não dá para continuar e esse assunto também tem sido pautado na Expodireto”, ressaltou o Jerônimo.

O duplo homicídio citado por Jerônimo se refere assassinato de Gilberto Mendes (62) e do filho Gabriel (16). O criminoso, que tinha passagens por roubo e tráfico, matou as vítimas a tiros no último sábado, em Santa Maria, região central do Rio Grande do Sul. 

Comentários