COLUNA CAMINHOS DA ZONA SUL – DIÁRIO DA MANHÃ M- 23.01.2018

CAMINHOS DA ZONA SUL

www.caminhosdazonasul.com____________________Paulo Gastal Neto

Internet para Todos – O vereador Fabrício Tavares-PSD, que preside a Comissão Temática de Ciência, Tecnologia, Desenvolvimento, Indústria e Comércio da Câmara de Vereadores de Pelotas, informou a prefeita Paula Mascarenhas e ao secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Pelotas, Fernando Estima, que o município poderá se habilitar ao programa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, “INTERNET PARA TODOS”! Tavares recebeu a informação do próprio ministro Gilberto Kassab no último dia 19, em Porto Alegre. Para garantir o acesso ao programa, os municípios devem fazer a inscrição previamente junto ao Ministério, bem como o credenciamento das empresas de telecomunicações que levarão o serviço às localidades. Caberá às prefeituras indicar os locais que precisam de atendimento e assinar o termo de adesão para definir a infraestrutura básica e as condições necessárias para a instalação dos equipamentos.  Para isso o município terá que ceder a área para colocar os equipamentos e a proteção dos mesmos, os prefeitos devem enviar à Câmara o pedido de isenção de ISS de todas as atividades ligadas ao Programa.

***

Refis – O SEBRAE, parlamentares e organizações que congregam micro e pequenos empresários se reuniram na última quinta-feira em Brasília para discutir estratégias com o objetivo de derrubar o veto à criação de um programa de refinanciamento de dívidas do governo federal para o segmento, conhecido como Refis das micro e pequenas empresas. No último dia 5 de janeiro, o presidente Michel Temer vetou integralmente o texto aprovado pelo Congresso que instituía benefícios nos termos de pagamento de débitos com a União, a exemplo do que já havia sido aprovado para grandes empresas. A justificativa para o veto é que a medida fere a Lei de Responsabilidade Fiscal ao não prever a origem dos recursos que cobririam os descontos aplicados a multas e juros com o parcelamento das dívidas. Durante a reunião, os participantes avaliaram que há clima para a derrubada do veto no Congresso, pois diversas bancadas apoiam a proposta.

***

PUBLICIDADE

Para evitar alagamentos, o Sanep tinha como meta realizar a limpeza de 40.000 metros de canais de drenagem. Mas superou esse número e atingiu 80.000 metros, em uma ação que proporcionou um bom funcionamento do sistema de escoamento, durante a estação mais chuvosa do ano. Só que o trabalho ainda não terminou, afinal é preciso continuar esse esforço para a retirada de lama, lixo e entulhos que diminuem a capacidade de vazão das águas pluviais.

É O SANEP FAZENDO O MELHOR PARA VOCÊ E PARA A NOSSA CIDADE!

***

Balanço – Os 3 principais portos do RS tiveram crescimento de movimentação em 2017, quando comparado a 2016. Porto Alegre (1,34%), Rio Grande (7,8%) e Pelotas (223%) foram impulsionados por projetos industriais e por ações do Governo do Estado em favor da logística. O Porto do Rio Grande registrou a melhor marca de movimentação em mais de 100 anos de história pois, pela primeira vez, o complexo ultrapassou os 41 milhões de toneladas. Além disso, a Superintendência do Porto do Rio Grande, autarquia com autoridade portuária sobre o sistema, teve um superávit de cerca de R$ 34 milhões no ano passado.  O de Pelotas, impulsionado pelo projeto da Celulose Riograndense em solo gaúcho, apresentou um expressivo aumento em sua movimentação e passou de um quase ostracismo para uma movimentação constante. Com crescimento de 223%, o porto chegou a 899 mil toneladas. Somente as toras de madeira do projeto mencionado representaram mais de 665 mil toneladas. Já o de Porto Alegre, que é também administrado pela SUPRG desde abril de 2017 vem buscando melhorias na navegação para dar condições de crescimento ao porto da capital. Os componentes químicos base para fertilizantes foram os principais movimentados juntamente com o Trigo. O Porto de Porto Alegre movimentou em 2017, 1.066.344 toneladas, num crescimento de 1,34% ante 2016.

***

Azonasul – Em reunião realizada na Azonasul), na última sexta-feira, com a participação de 17 dos 23 prefeitos da região, ficou definida a manutenção do sistema de rodízio partidário e a composição de gestões pluripartidárias para o comando da entidade. O sistema, que leva em conta o maior número de eleitos nas siglas e, a partir desta definição, as indicações entre os grupos, apontou o prefeito de São Lourenço do Sul, Rudinei Harter (PDT), como candidato único à sucessão presidencial para 2018. Durante o encontro, o grupo de prefeitos petistas, que também disputava a vaga para este ano, anunciou o nome de Mauro Nolasco, prefeito de Capão do Leão, para assumir o comando da Azonasul em 2019. Em 2020, prefeitos do PSDB devem apontar um candidato. O encontro dos prefeitos para a realização da assembleia de eleições e posse da nova diretoria está marcado para fevereiro, em Rio Grande. A data, entre os dias 19 e 20, será divulgada posteriormente. Até lá, o atual presidente Favio Telis (PMDB), prefeito de Jaguarão, continua exercendo suas funções.

***

Até a próxima!

Comentários