ANGUS NÃO CONHECE CRISE

    angus

    Touros Angus que este ano, a exemplo do que aconteceu ano passado, estão literalmente decolando nas pistas dos afiados remates que pipocam por todos os cantos do Brasil, e em especial na Temporada de Remates da Primavera gaúcha. É uma verdadeira correria de selecionadores, técnicos, criadores, cruzadores e investidores, saltando de um leilão para outro, para fechar bons negócios com a eficiente genética. A demanda segue mais que aquecida, tanto por touros quanto por fêmeas – e a compra de fêmeas dão mostra que tem muita gente montando novos planteis. Coisas da política e a crise econômica na qual mergulhou o País realmente passam longe da agropecuária, que segue lucrando no presente e preparando o futuro a passos largos, imune à praticamente tudo. E para quem é do ramo, fica até meio fácil saber por que isso acontece nos últimos anos e cada vez mais. A soja e outras culturas como o arroz, por exemplo, invadem áreas Brasil afora, antes ocupadas pela pecuária. Assim, cada vez mais é preciso verticalizar a produção pecuária, para que esta se sustente, e apresente lucratividade. E isto se faz especialmente através da qualificação dos planteis, que vão gerar mais produtividade e maior valor agregado na produção de uma carne de qualidade superior. Resultado: altos lucros!




    Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    cinco × dois =

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.