Ministro dos Transportes vistoria obras de duplicação da BR-116

Em visita ao Rio Grande do Sul nesta quinta-feira (04/09), o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, percorreu trechos das obras de duplicação da BR-116/RS – Guaíba a Pelotas. Acompanhado de representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e do Governo do Estado, ele observou o andamento das atividades nas cidades de Guaíba, Barra do Ribeiro e Tapes. Após a vistoria, as autoridades participaram de uma reunião com as construtoras responsáveis pela realização do empreendimento.

O supervisor da unidade local do DNIT de Pelotas, Vladimir Casa, apresentou números relativos ao percentual de serviços executados e o cronograma financeiro dos nove lotes de obras e do Contorno de Pelotas. “A duplicação atingiu 41,4% de conclusão e os primeiros trechos devem ser liberados no primeiro semestre de 2015”, destacou.

Foto: Amanda Montagna - STE Engenharia

Foto: Amanda Montagna – STE Engenharia

O engenheiro falou também sobre as ações de desapropriação, mencionando que 260 processos já foram acordados com os proprietários, 130 estão ajuizados, e outros 245 ainda serão convocados para audiências com a Justiça Federal. A taxa de sucesso nestas negociações é de praticamente 100%.

O ministro afirmou estar satisfeito com o que viu. “Com a visita e os demonstrativos é possível apontar a evolução dessa obra. A eficiência e a velocidade na execução fazem toda a diferença se levarmos em conta a importância dessa duplicação”, elogiou. Passos ressaltou ainda que a adequação da BR-116/RS é estratégica para o país. “Ela faz parte da conformação de um corredor de grande capacidade e que vai proporcionar maior desenvolvimento ao Rio Grande do Sul”, disse, citando também os trabalhos no Contorno de Pelotas e BR-392 até o município de Rio Grande.




Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.