Viverone Hotel em Rio Grande?

    Com a inauguração do Laghetto Viverone Moinhos, no dia 1º de outubro, o grupo Laghetto de hotéis, fundado em Gramado, quer trazer o modelo serrano de atendimento para a unidade, a primeira da rede em Porto Alegre. Para isso, a equipe formada por 40 colaboradores recebeu treinamento nos hotéis na serra gaúcha.
     
    Mas o foco da empresa não é só na Capital. Até 2016, devem ser inaugurados mais quatro hotéis, com recursos da ordem de R$ 147 milhões. Serão três novos em Gramado: o Viale (R$ 12 milhões), o Centro (R$ 15 milhões) e o Pedras Altas (R$ 60 milhões). Em Rio Grande, será mais um Viverone, orçado em R$ 60 milhões.

    Depois dessas obras, o grupo deve expandir suas operações fora do Estado. A meta é construir mais mil apartamentos até 2020.

    Fonte: Maria Isabel Hammes – Informe Econômico – Jornal Zero Hora
    ________________________________________________________  
    Curta o Blog no Facebook
    Receba as atualizações do Blog no seu e-mail (newsletter)   




    Comentários

    3 comments

    1. Anonymous

      Não é a primeira vez que vejo os anúncios para Rio Grande em tom de indagação também. No anúncio do bairro Aquário que vai ser construído pela Cipasa ao lado do Parque Shopping foi a mesma coisa. É dúvida de que vai acontecer ou espanto por ser aqui e não “lá”?

    2. Oi pessoal,

      obrigado pela audiência e comentários. Coloquei o ponto de interrogação pois ainda não consegui informações mais concretas sobre o empreendimento (estou tentando contato com a empresa), e não tinha ouvido falar sobre o assunto até então. Já usei algo semelhante na área de hotelaria aqui no blog, como por exemplo no post “Hotel 10 em Pelotas?” (link em: http://www.caminhosdazonasul.com/2013/02/hotel-10-em-pelotas.html).

      Sobre “aqui” ou “lá”, que o leitor anônimo das 13:35 comentou, não entendi. Neste exato momento estou no Cassino.

      Sigam participando do blog!

      Abraços,
      Marcelo

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.