ESPECIAL DE DOMINGO: RIO GRANDE E TRIUNFO GANHAM DESTAQUE NO RANKING DOS MAIORES PIBs do RS

Com o avanço de sete posições, Triunfo foi a cidade que mais cresceu no ranking das maiores economias do Rio Grande do Sul em 202, conforme lista divulgada na sexta-feira (15/12/2023). O Produto Interno Bruto (PIB) da cidade localizada na Região Metropolitana de Porto Alegre chegou a R$ 12,98 bilhões no ano, 2,23% do total do Estado, o que a fez alcançar a quinta posição no RS, com um ganho de 0,70 ponto percentual (p.p) na comparação com 2020.

As informações relativas às economias dos municípios são divulgadas tradicionalmente com defasagem de dois anos. Os números são finalizados após o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) consolidar todos os dados necessários para o cálculo definitivo do PIB, o que ocorre após esse intervalo de tempo.

Entre as dez maiores economias, Rio Grande avançou três posições no ranking em 2021, e agora conta com o quarto maior PIB do RS (R$ 13,28 bilhões; 2,28% do total do Estado). São Leopoldo (do 8º para o 7º lugar) e Pelotas (do 9º para o 8º) também ganharam postos no ranking estadual.

Porto Alegre, Caxias do Sul e Canoas permaneceram nas três primeiras posições na lista de 2021, seguidas de Rio Grande, Triunfo, Passo Fundo, São Leopoldo, Pelotas, Gravataí e Novo Hamburgo. A capital gaúcha foi a cidade com a maior perda de participação percentual no PIB do RS, com menos 2,1 p.p, seguida de Santa Cruz do Sul (-0,54 p.p). Em relação a 2020, o município do Vale do Rio Pardo deixou a lista das dez maiores economias, passando do 5º para o 11º lugar.

O material elaborado pelo Departamento de Economia e Estatística, vinculado à Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (DEE/SPGG), em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aponta também que os dez municípios com maior PIB representaram 37,16% do total do Estado em 2021.

PIB por segmento

Pelo segundo ano seguido, Alegrete foi o município com maior participação no segmento da Agropecuária no Valor Adicionado Bruto (VAB), que é o PIB menos o valor dos impostos. Com destaque para a produção de arroz, soja e bovinos, a cidade da Fronteira-Oeste é um exemplo da recuperação após a estiagem que afetou os números do Estado em 2020 e concluiu 2021 com um VAB de R$ 1,13 bilhão, 1,51% do total do segmento no Rio Grande do Sul.

A lista dos cinco maiores da agropecuária segue com Tupanciretã (1,46% do total), Dom Pedrito (1,40%), São Gabriel (1,39%) e Palmeira das Missões (1,31%).

Na Indústria, Caxias do Sul liderou o ranking pelo quarto ano consecutivo, com VAB de R$ 9,59 bilhões, e ainda avançou na participação no total do Estado, com 7,92% do total do segmento em 2021 (7,37% em 2020). Canoas (6,93%), Triunfo (5,94%), Porto Alegre (5,44%) e Rio Grande (3,50%) completaram a lista dos cinco primeiros colocados. Os dez primeiros no ranking do setor representaram 40,50% do total do VAB da indústria em 2021 no RS.

Nos Serviços, segmento mais representativo da economia gaúcha, Porto Alegre manteve a liderança na lista (20,52% do total), seguido de Caxias do Sul (5,41%), Canoas (3,43%), Passo Fundo (2,88%) e Pelotas (2,55%).

“Em linhas gerais, aqueles municípios que eram mais dependentes da agropecuária foram os que mais obtiveram ganhos de participação no PIB em 2021, reflexo do maior crescimento da atividade quando comparada ao da indústria e ao de serviços”, explica o pesquisador Vinícius Dias Fantinel, da Divisão de Análise Econômica do DEE/SPGG.

PIB per capita

No cálculo que mostra a divisão do montante do PIB pela população, Triunfo segue por mais um ano no topo do ranking, com um PIB per capita de R$ 430,46 mil em 2021, 8,49 vezes maior do que a média do Estado. Na sequência aparecem os municípios de Muitos Capões (R$ 352,41 mil) e Candiota (R$ 282,68 mil).

Entre as cidades com os menores PIBs per capita estão Viamão (R$ 16,85 mil), Cerro Grande do Sul (R$ 16,15 mil) e Alvorada (R$ 15,55 mil), que ocupa a última colocação entre os 497 municípios do Rio Grande do Sul.

Ranking brasileiro

Assim como em 2020, em 2021 o RS manteve três cidades entre os 100 maiores PIBs do Brasil. Porto Alegre é a cidade mais bem colocada nesta lista, em 9º lugar, uma posição abaixo da registrada no ranking anterior. Caxias do Sul, em 41º lugar, também perdeu posições na comparação com 2020, quando ficou no 37º lugar, enquanto Canoas avançou dois postos, passando do 58º lugar em 2020 para a 56ª posição em 2021.

Texto: Vagner Benites/Ascom SPGG
Edição: Felipe Borges/Secom

Comentários