ESPECIAL DE DOMINGO: DESMONTE DE PLATAFORMA DEVERÁ OCUPAR MAIS DE 500 PROFISSIONAIS NO PORTO DE RIO GRANDE

Embarcação da Petrobras chegou ao final do seu ciclo de vida útil e será a primeira no País a ser descomissionada com método sustentável; 550 trabalhadores deverão atuar durante um ano

Em parceria com o Diário Popular – Victoria Fonseca

O navio-plataforma de petróleo P-32 saiu do Rio de Janeiro no último final de semana para ser descomissionado em Rio Grande. O processo de desmanche da estrutura será no Estaleiro e deverá ocupar 350 profissionais, assim como promover a contratação de mais 200 pessoas. A embarcação chegará entre os dias 5 e 8 de dezembro e será a primeira no Brasil a passar pelo processo de reciclagem verde. A desmontagem deverá levar um ano para ser concluída.

O descomissionamento será efetuado após o arremate em leilão da plataforma pela Gerdau em parceria com a Ecovix. A P-32 é a primeira plataforma da Petrobrás a passar pelo novo modelo de reciclagem verde que será realizado em Rio Grande. O processo com as práticas ESG (sigla em inglês para Ambiental, Social e Governança) envolve desde as etapas iniciais de desmontagem até a destinação final dos resíduos de aço, que serão reutilizados. Presidente da Portos RS, Cristiano Klinger afirma que o desmonte do navio evidencia o potencial que o complexo portuário tem para novas atividades. “Esse movimento do desmantelamento das plataformas, sem dúvida é importante. E é um processo feito com todo cuidado ambiental necessário para esse serviço”.

Além disso, o presidente destaca que o descomissionamento impactará de forma positiva em diversos aspectos no Porto e em Rio Grande. “Gera emprego, renda e isso é fundamental para o crescimento e desenvolvimento da região como um todo”. Assim como Klinger, o Presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, ressaltou a relevância do novo método de destinação final. “Esse é um marco importante. Com a P-32 já em trânsito para o estaleiro Rio Grande faremos o primeiro descomissionamento verde no Brasil. E esse é o primeiro de muitos. Afirmo que o descomissionamento de plataformas é uma excelente oportunidade para nossa indústria local”. De acordo com a Petrobras, a plataforma P-32 foi pioneira em águas profundas, tratando e exportando através de offloading de forma integrada desde 1997.

Mais uma plataforma a caminho

Conforme o presidente do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Metalúrgicas e de Material Elétrico de Rio Grande e São José do Norte (Stimmmerg), Benito Gonçalves, em reunião com diretores da Ecovix, a empresa informou que em breve mais uma plataforma deverá chegar ao Estaleiro para o descomissionamento sustentável. A previsão é que entre junho e julho de 2024, a embarcação P-33, atualmente localizada na Bacia de Campos, seja deslocada para o Rio Grande. A embarcação tem 337 metros de comprimento, 54,5 metros de largura e peso de aproximadamente 49 mil toneladas.

Comentários