TRANSPETRO REALIZA TESTES DE DESEMPENHO DO CHAMADO BUNKER VERDE

O abastecimento foi realizado no dia 31 de dezembro no píer da empresa em Rio Grande. Foto: Divulgação/Transpetro

Buscando a comercialização de combustíveis de menor impacto ao meio ambiente, a Petrobras desenvolveu em seu Centro de Pesquisas, Desenvolvimento e Inovação (Cenpes), no Rio de Janeiro, o chamado Bunker Verde. Bunker é o nome genérico do combustível usado na propulsão e geração de energia elétrica em navios, porém a inovação está no acréscimo de dez por cento de biodiesel em sua composição.

A Petrobras já comercializa exclusivamente o bunker com baixo teor de enxofre, ou VLSFO (Very low sulfer fuel oil) e a expectativa é que com a inclusão do biodiesel ocorra também a redução da emissão de dióxido de carbono (CO2) na casa dos sete por cento. A primeira embarcação a receber esse novo combustível foi o navio Darcy Ribeiro que pertence à frota da Transpetro.

O abastecimento foi realizado no dia 31 de dezembro no píer da empresa em Rio Grande. De acordo com o gerente do terminal, Cristiano Godoi Maia, a partir de agora deverão ser avaliados itens como desempenho dos motores e eficiência da queima para que o combustível possa começar a ser comercializado em larga escala.

Até o momento, informações obtidas pela Petrobras apontam que os resultados do teste no navio Darcy Ribeiro estão sendo considerados bastante positivos. A Transpetro fornece bunker para as embarcações que operam no Porto do Rio Grande e também para aquelas que estão navegando na costa e optam pelo abastecimento no município.

Texto: Assessoria de comunicação Portos RS

Jornalista responsável: Larissa Carvalho

Comentários