PELOTAS PARQUE TECNOLÓGICO RECEBEU VISITA DA SECRETARIA DE INOVAÇÃO DO ESTADO

Pelotas Parque Tecnológico recebe visita da Secretaria de Inovação do Estado e apresenta projeto do Hub de Inovação em Saúde
Visita do Secretário Alsones Balestrin assinala momento positivo para a busca de financiamento via FINEP e outras iniciativas estaduais para implementação do Hub

O Conselho de Administração do Tecnosul (Consad), diretores e representantes de parceiros do Pelotas Parque Tecnológico reuniram-se para apresentar as propostas em desenvolvimento à Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (SICT). Um dos projetos protagonistas do encontro foi o Hub de Inovação em Saúde e Biotecnologia, promovido pela Tecnosul , Universidade Federal de Pelotas, empresa Lifemed e Fundação Delfim Mendes da Silveira, apoiada pela Prefeitura de Pelotas, Arranjo Produtivo Local (APL) da Saúde e demais parceiros do Consad, que foi detalhado para o Secretário titular da SICT, Alsones Balestrin, e o Diretor Administrativo da SICT, Henrique Abrahão. As autoridades cumpriram agenda na zona sul nos dias 10 e 11 de outubro para acompanhar o aporte de R$17,13 milhões do Programa Avançar para iniciativas de inovação na região.A partir da reunião com a secretaria estadual, foram abertas as portas para incentivos e apoio do projeto do Pelotas Parque Tecnológico e parceiros e, futuramente, com a possibilidade de aporte em editais estaduais. “O projeto de expansão do parque tecnológico de Pelotas é fantástico, e isso me agrada muito. Uma das bandeiras que eu mais defendo é que o investimento na ciência tem que virar PIB, e o papel do Estado é fomentar essa inovação. Estou levando essa iniciativa junto comigo, e sem dúvida nenhuma daremos todo o apoio para que possamos ir para Brasília juntos e sermos interlocutores desse projeto junto ao FINEP”, declarou o Secretário Balestrin.

Um dos projetos contemplados através do Programa Avançar em 2022 está o Laboratório de Usabilidade e Avaliação de Tecnologias para a Saúde, proposto pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel), em parceria com a Lifemed, também parceiros do Hub de Inovação em Saúde e Biotecnologia do Pelotas Parque, e o HU/UCPel. A expectativa para os próximos passos da implementação da expansão do Pelotas Parque Tecnológico é a viabilização de R$14.901.632,70 através do Edital da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), contrapartidas de empresas privadas e do governo municipal, que somam um investimento de quase R$20 milhões.

Presente durante a apresentação do Hub, o Secretário Gilmar Bazanella, titular da Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Inovação de Pelotas (SDETI), salientou a importância do aporte estadual a iniciativas da zona sul para o desenvolvimento da economia na região. “Temos muito a avançar na área da medicina, e são raras as regiões do Brasil que possuem três universidades de ponta que formam profissionais qualificados diariamente. Pelotas é uma referência no Estado em relação à inovação, e temos certeza de que colocaremos esse projeto do Hub de Inovação de pé e que será transformador para a zona sul”, afirmou Bazanella.

Leonardo Reichow, Presidente do Consad, Gerente de P&D da Lifemed e Presidente do APL da Saúde, destacou que o projeto do Hub é uma estratégia que contribuirá para o desenvolvimento da região sul a longo prazo. “Nós entendemos que a expansão do Pelotas Parque Tecnológico – Tecnosul, especificamente nas áreas da saúde e biotecnologia, vão permitir que esse processo conduza o município a se tornar uma referência nacional em inovação. A apresentação para o Secretário Balestrin é de extrema importância, e consolida a participação de todos os agentes do ecossistema estadual de inovação, no sentido de apoiar e buscar viabilizar esse projeto nos próximos anos”, concluiu Reichow.

Durante o encontro, estiveram presentes os representantes da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), da incubadora Conectar, da Universidade Católica de Pelotas (UCPel), da incubadora Ciemsul, do Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul), da Associação Comercial de Pelotas (ACP) – Núcleo de Inovação, os conselheiros eleitos pelo Consad 2022/2025, e de empresas e startups residentes no ambiente de inovação. Também participaram da reunião o Diretor do Oceantec – Parque Científico e Tecnológico da FURG e Presidente da Rede Gaúcha de Ambientes de Inovação, Artur Gibbon, e a Diretoria Técnico-Científica do Pelotas Parque Tecnológico, com representação de Edgar Mattarredona e Thiago Primo.

O Hub de Inovação
A iniciativa do projeto do Hub de Inovação em Saúde e Biotecnologia segue em desenvolvimento. A expectativa da implementação dessa expansão é a criação de um novo ecossistema voltado especificamente para a área da saúde e de desenvolvimento de pesquisas em laboratórios. O espaço físico do prédio planejado possui quatro andares, que contará com 12 salas para startups, seis salas para empresas de médio porte, espaços de coworking e laboratórios com capacidade para comportar simultaneamente até seis equipes de trabalho distintas.

O projeto arquitetônico do Hub de Inovação foi baseado no funcionamento de outros espaços de inovação e laboratórios universitários e deverá estar alinhado com as licitações e qualificações junto à Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Entre os parceiros envolvidos no hub, estão ainda Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), HELPER, IFSUL, Hospital Universitário São Francisco de Paula (HUSFP), Sindicato das Empresas de Informática do RS (SEPRORGS), Stars Aceleradora, Ventiur Aceleradora, Contronic, Faculdade Senac, Sebrae, Rede SulBiotec, Conselho Superior Socioeconômico de Desenvolvimento e Inovação de Pelotas, Coinpel, CIPEL, Embrapa, Associação Comercial de Pelotas, Universidade Católica de Pelotas, Corede Sul, COPES, Hospital Escola da UFPel (HE-UFPel), APL da Saúde de Pelotas e Região e a Associação dos Municípios da Zona Sul (AZONASUL).

Sobre o Pelotas Parque Tecnológico
O Parque, criado oficialmente em 2016, é gerido pela TECNOSUL – Parque Científico e Tecnológico, uma associação civil sem fins lucrativos de direito privado, caráter científico, tecnológico, educacional e cultural. Possui um Conselho de Administração (Consad), eleito a cada três anos, e atua em três grandes áreas nas quais o município já se destaca como polo: tecnologia da informação e comunicação; tecnologia em saúde e indústria criativa. Atualmente, 63 empresas atuam no Pelotas Parque Tecnológico, sendo 23 instaladas nas áreas geridas pelo Parque, sete no coworking, 15 incubadas, 18 pré-incubadas. Entre as incubadoras estão a Conectar, Incubadora de Base Tecnológica da UFPel; CIEMSUL, incubadora de empresas multissetorial da UCPel e SENATEC, destinada às empresas júnior. Ainda, existem 23 instituições parceiras. O Parque oferece espaço coworking, com área gastronômica para 55 pessoas, auditório para 230 pessoas, duas salas de reunião e capacitações e estacionamento para 65 carros. Ao todo, o Pelotas Parque gera 267 empregos diretos e 638 indiretos.

Comentários