ESPECIAL DE DOMINGO: MONTADORA DE AVIÕES PODERÁ SE INSTALAR EM GUAÍBA

Empreendimento com protocolo firmado nesta quarta (29) deverá gerar 1,3 mil empregos no RS, segundo a empresa Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

Governo do Estado assina protocolo de intenções com a empresa Aeromot para viabilizar centro de montagem de aviões em Guaíba

O governo do Estado, através do governador Ranolfo Vieira Júnior assinou protocolo de intenções entre o RS e a Aeromot para viabilizar um centro tecnológico aeronáutico com uma unidade de montagem de aeronaves. A empresa estima que o investimento total para o empreendimento será de R$ 300 milhões. A unidade vai ser instalada no Distrito Industrial de Guaíba e, já na primeira fase, serão investidos cerca de R$ 80 milhões. O documento também foi assinado pelo CEO da Aeromot, Guilherme Cunha.

O governador lembrou da vocação do Rio Grande do Sul no segmento da aviação, marcada pelo pioneirismo da Varig, primeira companhia aérea do Brasil, que encerrou as atividades nos anos 2000. “É um passo muito importante para o nosso Estado, que teve no passado uma grande vocação aeronáutica. A partir desta assinatura, poderemos retomar essa vocação com uma montadora de aeronaves e um centro de tecnologia no município de Guaíba, gerando emprego e renda e desenvolvimento econômico”, disse o governador.

Além da montagem de aeronaves e fabricação de componentes e peças aeronáuticas, o empreendimento será um ambiente favorável para o desenvolvimento de programas de offset (contrapartidas tecnológicas e comerciais), transferência de tecnologia e pesquisa e desenvolvimento.

Secretário de Desenvolvimento Econômico, Joel Maraschin disse que o Estado movimentou todas as bases necessárias para possibilitar o investimento. “O Rio Grande do Sul tem mão de obra muito qualificada e ambiente totalmente propício e excepcional para que, com a união de todos os entes envolvidos, este projeto possa ser desenvolvido gerando emprego e renda para os gaúchos e para o município de Guaíba, valorizando o Distrito Industrial, com a possibilidade de transformar o local em mais um grande polo tecnológico no Estado”, disse.

Como contrapartida do Estado, o protocolo estabelece o apoio em processos com órgãos estaduais e relativos a programas de fomento e incentivos. Depois de cumpridas as etapas de licenciamentos ambientais e de aprovações nos órgãos reguladores de aviação civil, as obras do projeto devem ter início já em 2023.

Cerimônia no Piratini firma protocolo de intenções para viabilizar centro tecnológico e unidade de montagem de aeronoves no RS Autor: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

De acordo com a Aeromot, cerca de 1,3 mil empregos serão gerados, sendo 500 postos diretos e 800 indiretos. “Esse centro de desenvolvimento tecnológico e de montagem de aviões é a concretização de um plano muito bem embasado, planejado e que busca retomar o protagonismo do Rio Grande do Sul no mercado aeronáutico”, destacou o CEO da Aeromot, Guilherme Cunha.

Sobre a Aeromot

A Aeromot – Aeronaves e Motores S.A. é uma empresa de tecnologia aeronáutica com mais de 50 anos, fornecedora de soluções customizadas para o mercado aeronáutico militar e de segurança pública, com destaque para o fornecimento de aeronaves e sistemas multimissão, além de atuar no setor privado.

A empresa desenvolve projetos de integração de sistemas, fabricação de peças e manutenção aeronáutica. A Aeromot também é responsável exclusiva pela distribuição e pelo centro de serviços autorizados da empresa austro-canadense Diamond Aircraft no Brasil.

A matriz está em Porto Alegre, em um hangar do aeroporto Salgado Filho, com a sede administrativa e industrial na avenida Sertório, na capital, bem como um hangar em Belo Horizonte (MG), no aeroporto da Pampulha.

Texto: Thamíris Mondin com informações da ascom Aeromot
Edição: Secom

Comentários