QUALIDADE DO CAIS E CALADO FAZEM DO ESTALEIRO RIO GRANDE UM LOCAL ADEQUADO PARA A COMPLEMENTAÇÃO DE CARGAS

Acompanhado de representantes da Receita Federal (RF) e da equipe da Portos RS, o superintendente Fernando Estima realizou uma visita ao Estaleiro Rio Grande (ERG), espaço que possui o maior dique seco da América Latina.

VISITA DA EQUIPE DA PORTOS RS E DA RECEITA FEDERAL ACONTECEU NA QUINTA-FEIRA (20)

Acompanhado de representantes da Receita Federal (RF) e da equipe da Portos RS, o superintendente Fernando Estima realizou uma visita ao Estaleiro Rio Grande (ERG), espaço que possui o maior dique seco da América Latina. O objetivo foi o de observar o andamento das obras referentes ao alfandegamento do cais público.

Ao longo de 2021, a estrutura movimentou 424 mil toneladas e a expectativa para 2022 é de que esse número se mantenha, pois atualmente o local também funciona de forma a auxiliar o cais público. Lá são feitas as complementações dos carregamentos, em razão da qualidade do cais e do calado da área.

Texto e edição: Rodrigo de Aguiar

Fotos: Divulgação/Portos RS

Jornalista responsável: Larissa Carvalho

Comentários