PELOTAS PARQUE TECNOLÓGICO RECEBE NOVA EMPRESA DA INDÚSTRIA CRIATIVA

A Santo Comunicação Criativa está no mercado desde 2015 na área de criação de branding, marketing digital e geração de conteúdo


Próximo ao seu aniversário de cinco anos de atuação no município, o Pelotas Parque Tecnológico recebe no seu ecossistema mais uma empresa de base inovadora. A Santo Comunicação trabalha com publicidade e geração de conteúdo com atuação em marketing digital e branding desde 2015, e iniciou as atividades no Parque nas primeiras semanas de agosto.

De acordo com o CEO da empresa, Pierre Veiga, a chegada ao PPT traz consigo a proposta de desenvolvimento de novos produtos. “Aqui dentro temos a oportunidade de aproveitar uma conexão imensa com empresas que desenvolvem plataformas digitais e apps, então conseguimos encontrar diversos parceiros”, diz ele, ao contar que também projeta o lançamento de uma plataforma de valorização de empresas locais em parceria com instituições e empresas de tecnologia sediadas no local.

Rosâni Ribeiro, Diretora Executiva do Pelotas Parque, destaca que receber empresas e projetos que reforçam o compromisso com a inovação, abre muitas portas para iniciativas de tecnologia essenciais. “Temos aqui no nosso ecossistema empresas preocupadas com o futuro e que dão início a movimentos muito positivos para o desenvolvimento local. Estamos muito felizes com a chegada da nova sediada, que traz consigo novas ideias e planos para os próximos meses, o que nos deixa muito entusiasmados”, conta ela.

Valorize Local 
Pierre conta que um dos novos produtos da Santo Comunicação a serem desenvolvidos no ecossistema do Pelotas Parque é o Valorize Local: uma plataforma de conexão com empresas de pequeno e médio porte de Pelotas e região. “Pensamos nessa proposta no início da pandemia, com a ideia de unir empresas que não tem um grande aporte financeiro e auxiliar como um portal eletrônico, onde poderão fazer a criação de marcas, postagens nas redes sociais, entre demais funcionalidades”, explica o CEO da Santo Comunicação.

O projeto do novo produto também conta com planejamento para inserir alunos das instituições parceiras do Pelotas Parque. De acordo com Pierre, a presença no PPT irá proporcionar uma conexão mais direta de base inovadora. “Estamos criando essa ideia com um pensamento de coworking, trazendo estagiários que poderão aproveitar para se inserirem no mercado de trabalho, e também estando em contato com as empresas já consolidadas aqui para atender as pequenas empresas da região” finaliza.

Sobre o Pelotas Parque Tecnológico
O Parque, criado oficialmente em 2016, é gerido pela TECNOSUL – Parque Científico e Tecnológico, uma associação civil sem fins lucrativos de direito privado, caráter científico, tecnológico, educacional e cultural. Possui um Conselho de Administração (Consad), eleito a cada três anos, e atua em três grandes áreas nas quais o município já se destaca como polo: tecnologia da informação e comunicação; tecnologia em saúde e indústria criativa. Atualmente, 63 empresas atuam no Pelotas Parque Tecnológico, sendo 23 instaladas nas áreas geridas pelo Parque, sete no coworking, 15 incubadas, 18 pré-incubadas. Entre as incubadoras estão a Conectar, Incubadora de Base Tecnológica da UFPel; CIEMSUL, incubadora de empresas multissetorial da UCPel e SENATEC.

destinada às empresas júnior. Ainda, existem 23 instituições parceiras. O Parque oferece espaço coworking, com área gastronômica para 55 pessoas, auditório para 230 pessoas, duas salas de reunião e capacitações e estacionamento para 65 carros. Ao todo, o Pelotas Parque gera 267 empregos diretos e 638 indiretos.

Comentários