PELOTAS PARQUE TECNOLÓGICO FIRMA CONVÊNIO PARA VALORIZAÇÃO DO ECOSSISTEMA DE INOVAÇÃO

Representando o Pelotas Parque, participaram da assinatura a Diretora Executiva, Rosâni Ribeiro, o Diretor Técnico-Científico, Edgar Mattarredona e o Diretor de Articulação Institucional, João Carlos Deschamps.

Na semana que passou, visando à geração de valor do ecossistema de inovação local, foi assinado um convênio entre o Pelotas Parque Tecnológico, a Azonasul – Associação dos Municípios da Zona Sul, o COPES – Consórcio Público do Extremo Sul e o Programa INOVA RS. Nos próximos dias, será elaborado um plano de ação que pretende atender os objetivos do convênio nos 21 municípios de abrangência da Azonasul e do Consórcio.

O convênio, que foi articulado pela Prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, em reunião no início deste ano, tem o objetivo de desenvolver ações científicas e tecnológicas de estímulo à implantação do programa Cidade Digital ,  a promoção do empreendedorismo nos municípios de abrangência da Azonasul e ações de integração e articulação junto aos Parques Tecnológicos, Universidades e Incubadoras para apoiar ações do Inova RS  na Região Sul. Na ocasião, estiveram presentes de forma física e virtual os representantes das instituições envolvidas no convênio.

Representando o Pelotas Parque, participaram da assinatura a Diretora Executiva, Rosâni Ribeiro, o Diretor Técnico-Científico, Edgar Mattarredona e o Diretor de Articulação Institucional, João Carlos Deschamps. “O convênio entre as instituições será de grande importância para o desenvolvimento de ações voltadas para a inovação para toda a zona sul, levando um pouco do que buscamos realizar aqui dentro do Parque para compor soluções a nível ainda mais abrangente e conectando com o Programa INOVA RS – Sul”, destaca a Diretora Executiva do PPT, Rosâni Ribeiro.

Para o Presidente do Consórcio Público do Extremo Sul e Prefeito de Jaguarão, Favio Telis este convenio está alinhado com as necessidades dos municípios da região de abrangência do Consórcio que há muito tempo vem solicitando o apoio para inserção de tecnologias em suas gestões.

De acordo com o Presidente da Associação dos Municípios da Zona Sul e Prefeito de Canguçu, Vinicius Pegoraro, o momento é de “arregaçar as mangas” e trabalhar de forma integrada para que os diversos setores possam ser fortalecidos com foco na inclusão da inovação na rotina de todas as atividades. “A pandemia acelerou os diversos processos tecnológicos e os municípios precisam estar cada vez mais preparados para atender as necessidades de suas comunidades”, ressaltou, enfatizando que a Azonasul é a primeira associação de municípios a formar convênio com um Parque Tecnológico no RS.

Seguindo todos os protocolos de segurança, também esteve presente o Diretor do INOVA RS, Everaldo Daronco, o Secretário de Desenvolvimento Turismo e Inovação de Pelotas, Gilmar Bazanella e o Secretário Executivo da Azonasul, Henrique Feijó. Compondo a reunião, participaram também o Comitê Estratégico e Técnico e gestores da Inovação do Programa Inova RS.

Sobre o Pelotas Parque Tecnológico
O Parque, criado oficialmente em 2016, é gerido pela TECNOSUL – Parque Científico e Tecnológico, uma associação civil sem fins lucrativos de direito privado, caráter científico, tecnológico, educacional e cultural.  O parque possui um Conselho de Administração (Consad), eleito a cada três anos, e atua em três grandes áreas nas quais o município já se destaca como polo: tecnologia da informação e comunicação; tecnologia em saúde e indústria criativa. Atualmente, 63 empresas atuam no Pelotas Parque Tecnológico, sendo 23 instaladas nas áreas geridas pelo Parque, sete no coworking, 15 incubadas, 18 pré-incubadas. Entre as incubadoras estão a Conectar, Incubadora de Base Tecnológica da UFPel; CIEMSUL, incubadora de empresas multissetorial da UCPel e SENATEC, destinada às empresas júnior. Ainda, existem 23 instituições parceiras. O Parque oferece espaço coworking, com área gastronômica para 55 pessoas, auditório para 230 pessoas, duas salas de reunião e capacitações e estacionamento para 65 carros. Ao todo, o Pelotas Parque gera 267 empregos diretos e 638 indiretos.

Comentários