PREFEITA DE PELOTAS PAULA MASCARENHAS É REELEITA

Prefeita Paula Mascarenhas foi reeleita em Pelotas vencendo o vereador Ivan Duarte, do Partido dos Trabalhadores.

A prefeita Paula Shild Mascarenhas foi reeleita em Pelotas, neste domingo, para o mandato 2021 / 2024 com 68,70% – 105.206 votos – dos votos válidos com 100,00% das seções apuradas. O candidato derrotado, Ivan Duarte do PT, teve 31,30% dos votos – 47.941 votos. Paula e seu vice, Idemar Barz continuarão administrando Pelotas, com 343.132 pessoas, segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O município ocupava em 2017 a nona posição no ranking dos municípios com 2% de participação no Produto Interno Bruto do Estado, de acordo com dados do Departamento de Economia e Estatística (DEE).

TOTAL – 170.162
VÁLIDOS – 153.147 (90,00%)
BRANCOS – 7.213 (4,24%)
NULOS – 9.802 (5,76%)
ABSTENÇÕES – 70.786 (29,38%)
Podcast – Prefeita Paula Mascarenhas após a reeleição em entrevista no Curi Palace Hotel

PAULA MASCARENHAS

Paula Schild Mascarenhas, tem 50 anos, nasceu em Pelotas e foi eleita em 2016 como prefeita do município. Se formou em letras em 1990 e tem doutorado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Além de professora, Paula trabalhou com Bernardo de Souza na Assembleia Legislativa e na prefeitura da cidade da região Sul do Estado. Em 2012, foi eleita vice-prefeita pelo PPS na chapa do atual governador Eduardo Leite. Quatro anos depois, foi eleita prefeita com 59,86% dos votos, tornando-se a primeira mulher a ser eleita para comandar o executivo e a primeira pessoa a vencer no primeiro turno a eleição municipal.

PRIMEIRO TURNO

No primeiro turno, de acordo com o TSE, Paula Mascarenhas (PSDB) obteve 78.599 (49,74%) dos votos válidos e Ivan Duarte (PT) recebeu os votos de 22.899 Eleitores (14,49%). Na oportunidade, compareceram às urnas 176.916 eleitores (73,42%) e ainda foram registradas 64.032 (26,58%) abstenções. Os votos válidos na oportunidade somaram 158.015 (89,32%), com 9.396 (5,31%) nulos e 9.505 (5,37%) em branco.

Comentários