COLUNA CAMINHOS DA ZONA SUL – DIÁRIO DA MANHÃ – 14.01.2020

CAMINHOS DA ZONA SUL

www.caminhosdazonasul.com____________________Paulo Gastal Neto

Recursos – O RS já recebeu recursos da cessão onerosa do pré-sal após o resultado do leilão, realizado em novembro do ano passado. O estado garantiu R$ 217.168.929,38, em valores líquidos. O repasse foi feito pelo governo federal no dia 31 de dezembro de 2019. Os critérios para distribuição dos recursos para os Estados e municípios foram definidos por lei e ficou determinado que a União destinaria 30% do que arrecadasse no leilão aos entes federados. Entre os municípios, 15% dos recursos foram distribuídos de acordo com os coeficientes do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), sendo que Pelotas e Rio Grande já receberam mais de R$ 3,5 milhões cada.

***

Crescimento – O Porto de Pelotas registrou em 2019 mais de um milhão de toneladas movimentadas. Entre os principais itens movimentados destacam-se as toras de madeira do projeto da CMPC que utiliza a hidrovia gaúcha para otimizar sua logística. Os números de 2019, são 4,4% maiores que os do ano de 2018. ‘O projeto da CMPC e da operadora portuária Sagres é o exemplo da otimização logística. Utilizar a hidrovia e as estruturas existentes é essencial para uma maior competitividade aos produtos gaúchos. Cinco anos atrás, o Porto de Pelotas quase não movimentava e hoje alcança essa grande marca’, disse o diretor do órgão Gilberto Cunha.

***

Br-116 – As obras de manutenção da Ponte sobre o Arroio Evaristo, no km 429, da BR 116, em Cristal, foram retomadas na semana passada no Polo Rodoviário Pelotas. As interrupções de pista ocorrem no trecho situado entre a Praça de Pedágio do Cristal e o Paradouro Grill, em ciclos entre 20 e 30 minutos, nos horários das 10h30 e 14h30, em ambos os dias. Os serviços tiveram uma breve pausa durante os dias de Natal e Ano Novo com o objetivo de não atrapalhar o grande número de deslocamentos no período.

***

Soja – O diretor-superintendente dos Portos RS, Fernando Estima recebeu na sede da autarquia em Rio Grande, a visita dos diretores da Cooperativa Central Gaúcha Ltda (CCGL) Guillermo Enrique Dawson Jr. diretor-superintendente e do seu vice-presidente Darci Hartmann. A Cooperativa é a operadora dos terminais Termasa e Tergrasa responsáveis pelos serviços de recebimento, armazenagem e expedição de granéis agrícolas no Porto do Rio Grande. O encontro foi para apresentar os números da empresa e debater as demandas do ano da soja, bem como os novos projetos do grupo.  Fernando Estima ressaltou a importância do diálogo contínuo com os principais terminais de cargas. “Vamos criar um sistema trimestral de diálogo com análise das informações para as tomadas de decisões conjuntas, tanto sobre investimentos como em estratégias”, afirma Fernando Estima.

***

CCGL – Considerada como umas das maiores cooperativas do Brasil, a unidade logística da CCGL, com sede em Cruz Alta e composta por 31 cooperativas, tem cerca de 171 mil produtores, estando presente em mais de 350 municípios gaúchos. Juntos, os terminais representam cerca de 14% das movimentações da soja nacional e 52% de todos os grãos do Rio Grande do Sul. Os Terminais Termasa e Tergrasa foram criados pela cooperativa para desenvolver suas atividades com maior competitividade. Os associados contam com apoio de suas unidades especializadas em tecnologias aplicadas na agropecuária, logística e laticínios.

***

Opção – Os empreendedores que querem desenvolver produtos inovadores de base tecnológica e com alto potencial de crescimento não podem perder essa oportunidade. Isso porque, até o dia 18 de janeiro, estão abertas as inscrições para aos programas de aceleração do Sebrae RS: StartupRS Digital, voltado à validação do modelo de negócio e à preparação para vendas, e StartupRS Scale, para quem já está com sua startup modelada, em atuação e quer começar a trabalhar a escalabilidade do negócio. Podem se inscrever startups de todo o Rio Grande do Sul através do site https://startups.sebraers.com.br/ .

***

Até a próxima!




Comentários