PARADA PROGRAMADA DA CMPC ATÉ DIA 28

    Iniciativa focada em manutenção, tem o objetivo de otimizar a produção e a eficiência operacional, vai reunir cerca de 60 empresas prestadoras de serviços e movimentar a economia local de Guaíba

    Com investimento de R$ 38,8 milhões, a CMPC, fornecedora global de celulose e papel, anuncia uma parada programada de manutenção das operações da Linha 1 em Guaíba, entre os dias 16 e 28 de novembro.  No período serão executadas as manutenções preventivas e as inspeções periódicas das caldeiras de recuperação. A iniciativa tem como objetivo otimizar a produção e garantir a eficiência operacional da unidade, sobretudo pelos aspectos de gestão ambiental e segurança.

    Mensalmente, a linha 1 processa em torno de 35 mil toneladas de celulose. Como o planejamento anual de produção leva em conta os períodos de parada, não haverá perdas nas projeções. “O sucesso de uma parada geral significa zero acidente com pessoas, zero impacto ambiental, custos dentro do previsto, cumprimento do cronograma e zero retrabalho. Nossa equipe está totalmente comprometida com esses objetivos”, afirma Dorival Almeida, diretor industrial da CMPC.

    O trabalho na atividade envolverá 600 colaboradores próprios, que atuarão para garantir a segurança, o cuidado com o meio ambiente e a qualidade dos serviços executados, e a contratação de mais 2,1 mil profissionais de aproximadamente 60 empresas prestadoras de serviços. A expectativa é que a economia local de Guaíba, em especial os serviços de hotelaria, alimentação e comércio, seja beneficiada com o aumento da circulação de pessoas no município.

    “Temos investido cada vez mais em medidas de segurança para os colaboradores, proteção ao meio ambiente e melhoria contínua em nossos processos produtivos, além de adotar todas as ações necessárias para reduzir ao máximo eventuais impactos para a comunidade nesse período”, afirma Mauricio Harger, diretor-geral da CMPC.

    Serviço:

    Parada programada de manutenção na unidade industrial da CMPC em Guaíba

    De 16 e 28 de novembro

    Seguem, abaixo, os principais números da CMPC relativos à parada geral:

    – Valor de investimento total na G1 nesta parada: R$ 38,8 milhões

    – Valor processado pela Linha 1: 35 mil toneladas

    – Trabalhadores envolvidos na parada geral: 600 próprios e 2,1 mil terceirizados

    Sobre a CMPC

    A planta de Guaíba da CMPC faz parte do grupo chileno CMPC e produz celulose branqueada de eucalipto e papel para impressão e escrita. A CMPC é a maior fabricante gaúcha de celulose branqueada de fibra curta de eucalipto, com 90% da produção destinada à exportação, especialmente para a fabricação de papéis de higiene pessoal (tissue), entre dezenas de outros produtos de alto valor agregado. Este ano a empresa comemora 10 anos de atuação no Brasil. O grupo CMPC conta com mais de 17 mil colaboradores em 8 países. Outras informações no site http://www.cmpc.com.br.




    Comentários