GOVERNO FEDERAL LIBERA 47 QUILÔMETROS DUPLICADOS DA BR-116/RS

    A rodovia é a principal via de acesso ao sul do Estado e ao Porto de Rio Grande

    O presidente da República, Jair Bolsonaro, participou, nesta segunda-feira (12), aqui em Pelotas, da cerimônia de liberação de três trechos da duplicação da BR-116/RS. O evento contou com a presença do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e do diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), general Santos Filho. As obras, sob a responsabilidade da Autarquia, começaram no fim de 2012 e foram intensificadas pela atual gestão permitindo, assim, essa entrega.

    De acordo com o ministro, a meta é duplicar toda a extensão da rodovia. “A BR-116/RS é uma das rodovias mais importantes para o escoamento de produtos agrícolas e industriais de todo o país. E não vamos parar por aí. Nós continuaremos trabalhando nessa duplicação. A ideia é chegar no final do ano com mais de 70 quilômetros duplicados”, afirmou o ministro.

    A duplicação da rodovia, que vai de Guaíba à Pelotas, tem previsão de término no fim de 2021. O valor total do empreendimento é de aproximadamente R$ 1,6 bilhão. “Acima de tudo essa duplicação salvará vidas. Vai contribuir muito para o turismo no Rio Grande do Sul e na economia da região, do Brasil e com consequências internacionais”, afirmou o general Santos Filho.

    O lote 4, que abrange os municípios de Tapes, Arambaré e Camaquã (do km 373,22 ao km 397,2), teve 15,1 quilômetros liberados ao tráfego. Já o lote 7, localizado no município de São Lourenço do Sul (do km 448,5 ao km 470,1), teve 12,25 quilômetros entregues, enquanto o lote 9, em Pelotas (do km 489 ao km 511,7), teve 19,65 quilômetros liberados.

    Um dos objetivos da duplicação da BR-116/RS, principal via de acesso ao sul do Estado e ao Porto de Rio Grande – corredor de escoamento de produção entre o Brasil e o Mercosul -, é aumentar a capacidade de veículos, trazendo melhorias para a rodovia, saturada pelo volume de tráfego, principalmente de caminhões. Além de prevenir acidentes, o empreendimento tem importância socioeconômica para a região, uma vez que proporciona locomoção rápida e segura de pessoas e bens.

    Extensão – Uma das principais rodovias brasileiras, a BR-116 intercepta o país na direção norte-sul a partir de Fortaleza (CE) até Jaguarão (RS), cidade gaúcha que faz fronteira com o Uruguai. Com extensão total de 4.566,5 km, passa por 10 estados ligando cidades estratégicas do território nacional. A extensão total da obra, dividida em nove lotes, vai beneficiar 12 municípios de forma direta: Guaíba, Barra do Ribeiro, Mariana Pimentel, Tapes, Sentinela do Sul, Arambaré, Camaquã, Cristal, São Lourenço do Sul, Turuçu, Arroio do Padre e Pelotas.

     




    Comentários