TECNOLOGIAS PARA FACILITAR GESTÃO DE PROPRIEDADES SÃO APRESENTADAS NA AFUBRA 2019 NESTA TERÇA-FEIRA EM RIO PARDO

Dar acesso às tecnologias prontas para serem usadas aos produtores agrícolas familiares e melhorar a gestão de suas propriedades rurais é o foco da Embrapa nesta edição da Expoagro Afubra 2019, que inicia nesta terça-feira, 26 de março, no Parque da ExpoagroAfubra – BR 471, km 161, Rincão Del Rey, Rio Pardo/RS. Estão organizados nove espaços temáticos para divulgar soluções tecnológicas e inovações, todos com unidades demonstrativas das tecnologias e técnicos da Embrapa e da Emater/RS-Ascar disponíveis para atender o público visitante, de cerca de 100 mil pessoas, durante os três dias de evento. Estão previstas, durante a feira, assinaturas de contratos da Embrapa Clima Temperado (Pelotas,RS) com parceiros. A Feira se estende até quinta-feira, 28 de março.

Espaços Temáticos da Embrapa

Apicultura – Este espaço vai abordar a importância e manejo das abelhas na polinização de frutas, hortaliças e forrageiras, vai tratar ainda das principais causas do desaparecimento das abelhas, assim como irá demonstrar o manejo em colmeias de abelhas e em materiais apícolas, indicando publicações. Será apresentado um zoneamento florístico para apicultura e meliponicultura nos biomas Pampa e Mata Atlântica/RS.

Agroenergia – A fonte de renda apresentada nesta área é o cultivo da cana-de-açúcar. Serão identificadas as nove cultivares, que são recomendadas para o RS, tendo orientações dos técnicos para implementar um sistema de cultivo de cana-de-açúcar e agregação de valor nas propriedades familiares.

Avicultura colonial – As tecnologias para sistema de produção de aves de corte e de postura também são mostradas nesta área como fonte de renda aos produtores familiares, indicando as características para criação das aves poedeiras BRS 051, o uso de alimentos alternativos às aves para a produção de carne e ovos, além de uma mostra de equipamentos para classificação de ovos e abate de frangos, com serviço de inspeção municipal, junto ao aviário modelo.

Clínica fitossanitária – Será um espaço para demonstrar como o produtor familiar pode monitorar, identificar e manejar doenças e pragas em frutas e hortaliças.

Leite, Forrageiras e Integração Lavoura e Pecuária – Uma área voltada à demonstração de mais de 20 forrageiras anuais e perenes, entre capins, panicuns, trevos, aveias, milhetos e outros como estratégia ao planejamento forrageiro. Ali, também, o produtor familiar irá conhecer a régua de manejo de pastagens, a BRS Sul; vai receber orientações de planejamento forrageiro e manejo de pastejo, bem-estar animal e qualidade do leite com a possibilidade também uso de aplicativos para a gestão pecuária como o Roda da Reprodução e o Planejamento Forrageiro. Há um espaço destinado à Exposição de novilhas da raça Jersey.

Ovinocultura – Um espaço voltado à desmistificação do consumo de carne ovina e a popularização dessa importante proteína na mesa do brasileiro, sendo apresentadas iniciativas de organização da cadeia produtiva e tecnologias geradas pela pesquisa, com opções de outros cortes, através de um protótipo em madeira de um ovino, e receitas de carne ovina com a apresentação de vídeos.

Fruticultura – Um nicho reservado a demonstrar a produção orgânica de alimentos por meio da instalação de um Quintal Orgânico de Frutas; e tecnologias específicas para práticas de manejo para as culturas de vinhedo e cultivares de uvas de suco e mesa, morango, pêssego, maracujá e amora-preta.

Grãos e conservação do Solo – Um local para indicar cultivares e seu manejo nas culturas da soja, sorgo e milho terão espaço na feira, assim como tecnologias para escarificação mecânica do solo visando melhor aproveitamento da água e melhor desenvolvimento das raízes das plantas.

Segurança Alimentar – O espaço será destacado com a divulgação de práticas agroecológicas na produção de alimentos, indicação de cultivares de batata-doce biofortificadas para produção de etanol e a apresentação do sistema de produção de Quinoa BRS Piabiru e Amaranthus BRS Alegria.

Assinatura de convênios

Está programada na agenda da Embrapa, a participação de representantes da Empresa na Reunião da Afubra, no auditório do Parque, no dia 26 de março, às 14h, com a presença de autoridades convidadas para a realização de assinaturas de convênios. Será assinada uma carta de intenções entre Embrapa Clima Temperado e Unisc para estreitar as relações em atividades de P&D e TT para a agricultura familiar, com ênfase na realização de capacitações de produtores no Centro Vocacional Tecnológico (CVT) nas áreas de fruticultura, olericultura, grãos, leite, frango caipira, agregação de valor e produção agropecuária.

Um termo aditivo de convênio entre Embrapa Clima Temperado e Afubra também será assinado para prorrogar até 2021 as ações desenvolvidas em parceria na área de TT, como a instalação de unidades demonstrativas, realização de dias de campo e capacitação para os agricultores. e ainda, as assinaturas de convênio entre a Embrapa Clima Temperado com a Philip Morris; e também entre a Unidade de pesquisas e o Banrisul. Após as assinaturas será feita uma visita à área da Embrapa dentro do Parque. E por último consta na programação a assinatura de convênio entre a Unidade de pesquisas, a Philip Morris e o Banrisual, que buscam através deste ato formalizar o apoio dessas empresas ao projeto Quintais Orgânicos, que tem como objetivo contribuir com a sustentabilidade social, econômica e ambiental de públicos em situação de vulnerabilidade e de risco social, econômico e alimentar.

A abertura oficial da Expoagro Afubra, acontece hoje, dia 26 de março, às 9h, no auditório principal e, às 11h30, será feita a inauguração do Pavilhão da Agroindústria Familiar.

Espaço institucional

Além das unidades demonstrativas, há um espaço institucional, a Casa da Embrapa, onde o público poderá acessar informações sobre a condução de pesquisas voltadas à agricultura, assim como, publicações técnicas sobre diversos temas. Participam desta edição do evento as unidades de pesquisa da Empresa: Clima Temperado (Pelotas,RS), Gado de Leite ( Juiz de Fora,MG), Milho e Sorgo (Sete Lagoas,MG), Pecuária Sul (Bagé,RS), Trigo (Passo Fundo,RS) e Uva e Vinho (Bento Gonçalves,RS).




Comentários