ESTE SÁBADO SERÁ DE BLOQUEIO NA ZONA PORTUÁRIA DA BR 392

    Acesso ao Porto do Rio grande terá desvio por dentro do município de Rio Grande

    Este sábado(16) será de intenso trabalho para as equipes de manutenção de pavimento da Ecosul. O serviço será executado na BR 392 – entre o km 0 e km 1 da BR 392, na zona portuária de Rio Grande. Para a recuperação da via o trânsito ficará bloqueado entre às 7h e 17h no local. Os motoristas que passarem pelo local serão indicados a fazer um desvio por dentro do município, que começa no km 1,2 da BR 392. “As equipes de sinalização da concessionária indicarão uma rota alternativa ao Porto de Rio Grande”, informa o gerente de engenharia da Ecosul, Jean Rodrigues. A rota de acesso ao Porto se dará através do desvio que inicia na Av. Ipiranga e segue até a Av. Honório Bicalho, onde novamente se encontra o acesso à BR 392.

    Para manter a segurança de usuários e trabalhadores, as equipes de inspeção de tráfego estarão monitorando o local.  “A obra tem como foco atender o conforto e segurança dos usuários com melhorias no pavimento”, complementa Jean.

    HISTÓRICO – A Ecosul é uma empresa do Grupo Ecorodovias, responsável por administrar o Polo Rodoviário de Pelotas. São 457,3 quilômetros de extensão, compostos pelas rodovias BR 116 – entre Camaquã, Pelotas e Jaguarão, e BR 392 – trecho entre as cidades de Rio Grande, Pelotas e Santana da Boa Vista. Para dar suporte aos usuários do Polo Rodoviário de Pelotas, a Ecosul disponibiliza, além de serviços gratuitos de atendimento médico e mecânico, os SAUs – Serviço de Atendimento ao Usuário. Estes espaços estão em funcionamento em diferentes pontos da rodovia: Cristal (km 430 da BR 116), Turuçu (km 492 da BR 116), Arroio Grande (km 607 da BR 116), Rio Grande (km 52 da BR 392) e Canguçu (km 125 da BR 392). Os prédios têm estruturas projetadas para suprir as necessidades de apoio aos viajantes, com estacionamento próprio, banheiros, fraldário, café, informações turísticas e espaço para recobrar as energias e seguir viagem com tranquilidade.




    Comentários