ESPECIAL DE DOMINGO: PORTO DE RIO GRANDE – REUNIÕES DISCUTEM AÇÕES CONJUNTAS PARA FORTALECIMENTO DO PORTO

Fernando Estima e Arthur Rocha Baptista conversaram na quinta-feira em Rio Grande – Foto: André Zenobini/SUPRG

A reformulação do Arranjo Produtivo Local (APL) e as maneiras de auxílio ao governo do Estado foram pauta do encontro do diretor-presidente do APL, Arthur Rocha Baptista, com o superintendente do Porto do Rio Grande, Fernando Estima, na sede da autoridade portuária, em Rio Grande, na quinta-feira (7).

O APL Marítimo surgiu da ampliação da temática do antigo APL do Polo Naval e de Energia. Com a mudança, o grupo passou a se dedicar ao fomento das atividades marítimas e navais e suas respectivas cadeias produtivas. “Nossas pautas são bastante convergentes. A partir da força de nossos associados, o APL Marítimo trabalha para promover o Porto dos gaúchos e atrair cargas, e novos negócios para o nosso território. Também estamos discutindo o aproveitamento do modal hidroviário, o novo modelo de gestão portuária e o futuro dos navios autônomos. Nesse contexto, o Simulador de Manobras Navais do APL é um grande ativo da nossa região e instrumento de desenvolvimento para um porto mais seguro e eficiente”, detalhou o presidente Arthur Baptista.

Para o superintendente do Porto, ações conjuntas fortalecem o sistema hidroportuário gaúcho. “As lideranças alinhadas em um projeto de desenvolvimento da região fazem com que os grandes investidores possam ter garantias para aportar os seus recursos. Contaremos muito com o apoio do APL Marítimo ao longo de nossa gestão”, concluiu Fernando Estima.

Novo APL

O APL Marítimo foi aprovado no dia 19 de novembro em assembleia geral e passou a incluir os setores de navegação aquaviária, operações portuárias, logística, pesca e aquicultura, dentre outros assuntos. O APL Marítimo do Rio Grande do Sul é o primeiro do gênero no Brasil. O simulador mencionado teve seu workshop de lançamento no mesmo dia e é uma ferramenta de alta precisão para a realização de treinamentos marítimos, como também, para simulações de manobras complexas e novas estruturas portuárias, sendo o primeiro simulador de alta precisão do RS.

André Luiz Vieira Corrêa de Oliveira, da Bacia da Lagoa Mirim e Fernando Estima, SPH, no Porto de Rio Grande.

SUPRG RECEBE COMITÊ DE GERENCIAMENTO DA BACIA HIDROGRÁFICA

Foram tratados diversos assuntos que são convergentes entre as duas entidades e a perspectiva de estreitar as relações.

O diretor superintendente do Porto do Rio Grande recebeu na manhã desta sexta-feira, 08, o presidente do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica da Lagoa Mirim e Canal São Gonçalo – CMSG, André Luiz Vieira Corrêa de Oliveira. Foram tratados diversos assuntos que são convergentes entre as duas entidades e a perspectiva de estreitar as relações.

Os Comitês são organismos colegiados que fazem parte do Sistema Nacional e Estadual de Gerenciamento dos Recursos Hídricos e que existem desde 1988. A composição dos comitês é diversificada e democrática, pois todos os setores da sociedade podem ter representação e poder de decisão sobre a gestão da bacia, além dos usuários da água e do poder público. “A visita é pelo reconhecimento da importância dos recursos hídricos para os aspectos econômicos, ambientais e de sustentabilidade. Viemos para uma aproximação do Comitê com o porto nos assuntos que são de interesse de ambos”, conclui o presidente André de Oliveira.




Comentários