COLUNA CAMINHOS DA ZONA SUL – DIÁRIO DA MANHÃ – 01.01.2019

 

CAMINHOS DA ZONA SUL

www.caminhosdazonasul.com____________________Paulo Gastal Neto

Sul – Pelotas está empossando nesta terça-feira um governador do estado. Há pouco a Zona Sul do RS era uma região desapropriada de poder político, de voz forte no estado e de autoestima. Hoje temos a chefia do Palácio Piratini. A Rádio Universidade, o Programa Treze Horas, estarão diretamente de Porto Alegre registrando esse momento histórico. Eduardo Leite, aqui de Pelotas, conhecedor de cada problema da região, ex-presidente da Azonasul tornando-se efetivamente governador do Rio Grande do Sul aos 33 anos. Um jovem disposto a desafios e em busca de uma projeção política legítima. Neste momento de ‘Ano Novo’ não é hora de estabelecer crítica ou desesperança e sim otimismo aos nossos conterrâneos gaúchos, sobretudo os pelotenses que deram a ele 90% dos votos. Boa gestão Eduardo é o que deseja a Caminhos da Zona Sul!

***

Bolso – Eduardo Leite disse recentemente para industriais gaúchos ser favorável à redução da alíquota básica do ICMS, que foi reajustada e passou de 17% para 18% em 2016, e que teve projeto recentemente prorrogado em votação na Assembleia Legislativa. Porém, o novo governador ressaltou ser necessário “um tempo para organizar o Estado”. Que se dê esse tempo! O presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, sugeriu a criação de um grupo de trabalho reunindo representantes da indústria e do governo do Estado para discutir o tema. Eduardo Leite disse que a sua agenda de competitividade para o Rio Grande do Sul inclui cinco pontos: redução de impostos, investimentos em infraestrutura, redução da burocracia, educação e segurança pública. Estamos loucos para ver essas cinco máximas reinando no estado!

***

Sobe – Uma das melhores ações da administração municipal foi incrementar de maneira efetiva o Parque Tecnológico. Essa é uma luta de quem produz conhecimento e necessita espaço para efetivar suas ações. Desde 2016 o caminho do Pelotas Parque Tecnológico tem sido de trabalho, parcerias e desenvolvimento. Em 2018 o parque obteve importantes conquistas, solidificando sua imagem para o restante do Rio Grande do Sul como um ambiente que acolhe o diferente, fomenta ações empreendedoras e abraça iniciativas de inovação e tecnologia. Para 2019, o objetivo é colocar em funcionamento o Plano de Ação do parque, projetando cada vez mais a autonomia e amadurecimento. A ideia é fomentar o empreendedorismo e inovação nas bases, dando continuidade ao trabalho com crianças e jovens das escolas públicas. Mostrar um pouco do funcionamento, do que tem e quem são as empresas instaladas no Parque e de que forma esses alunos podem estar inseridos no ecossistema de inovação. O forte será levar a pauta sobre inovação as escolas, para que o Parque se torne uma referência para todos os alunos de Pelotas.

***

Mantendo crescimentoO movimento de cargas no Porto de Pelotas, fechou 2018 com um aumento de 11%. Foram movimentadas mais de 900 mil toneladas. O volume supera ainda a movimentação total do ano de 2017. Segundo o chefe de divisão do Porto de Pelotas, Cláudio Oliveira, “o Governo do Estado do Rio Grande do Sul apostou na estrutura do porto pelotense para fortalecer a navegação interior do Estado. O trabalho realizado tirou o Porto do ostracismo e do déficit para uma unidade superavitária”, afirma ele. O destaque da instalação portuária de Pelotas, como temos divulgado aqui, são as toras de madeira movimentadas pela hidrovia gaúcha. O projeto das toras, que seguem com destino a fábrica da Celulose Riograndense, em Guaíba, é um dos fatores que contribuem para a movimentação positiva. Além disso, clínquer e grãos também são movimentados.

***

R$ 23 Mi – A prefeita Paula Mascarenhas assinou, na sexta-feira, 21 de dezembro, um novo contrato com a Caixa Econômica Federal, dentro da linha do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), com execução a partir deste novo ano de 2019. O contrato prevê liberação de recursos do Finisa no montante de mais de R$ 23,3 milhões, que serão utilizados na pavimentação da Rua Mário Peiruque, vias do Recanto de Portugal, conclusão da requalificação da Avenida Leopoldo Brod, compra de máquinas e equipamentos para a Secretaria de Serviços Urbanos e Infraestrutura (SSUI), desapropriação da área do Parque Farroupilha e para a aquisição de equipamentos para a Unidade de Pronto Atendimento.

***

Até a próxima!




Comentários