COLUNA CAMINHOS DA ZONA SUL – DIÁRIO DA MANHÃ 13.11.2018

CAMINHOS DA ZONA SUL

www.caminhosdazonasul.com____________________Paulo Gastal Neto

Dois coelhos com um tiro – Quando o governador eleito Eduardo Leite anunciou os dois nomes principais que irão programar o rumo da sua equipe de transição de governo, marcou um gol com a indicação de Cláudio Gastal. Mesmo que o coordenador-geral das atividades com a gestão Sartori seja o deputado federal eleito Lucas Redecker, Gastal tem a vantagem de ter acompanhado de perto o governo Sartori, além de ter uma excelente ligação com o secretário Carlos Burigo. Burigo, como se sabe, foi um dos principais nomes do governo que está em fase final e acolheu inúmeras ideias de Gastal. Cláudio tem, portanto informações privilegiadas sobre o estado, pois muitas dessas ações foram por ele sugeridas. Cláudio Gastal será o coordenador-técnico durante a transição e deverá se tornar secretário de estado. Ele vem do Movimento Brasil Competitivo, possui graduação em Tecnologia Em Processamento de Dados pela Universidade Católica de Pelotas (1991) e mestrado em Informática pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1996).

***

Porto – O projeto desenvolvido no Terminal de Toras do Porto de Pelotas (TPP) foi apresentando durante o V Congresso Internacional de Desempenho Portuário (CIDESPORT) que reuniu acadêmicos, gestores e dirigentes portuários recentemente em Florianópolis. O artigo “Revitalização portuária: fomento à capacidade hidroviária e econômica do Porto de Pelotas” relata o projeto desenvolvido entre a CMPC Celulose Riograndense e Sagres no município. A partir do conceito de sustentabilidade, com aspectos econômicos e ambientais, o projeto criou um Terminal de Toras que, aproveitando o frete de retorno de barcaças provenientes do Porto de Rio Grande, otimizou o transporte da madeira do porto pelotense até a fábrica da CMPC, em Guaíba.

***

Apresentação – O gerente do Terminal de Toras, Bruno Carvalho, relatou sobre os aspectos inovadores da iniciativa. “Temos o investimento no transporte hidroviário como alternativa às estradas de rodagem, promovendo vantagens competitivas como redução do impacto poluidor, do número de acidentes e da manutenção viária”, destacou Bruno. Segundo ele, os resultados indicam um aumento significativo na movimentação de volume de cargas no Porto de Pelotas – 2,5 vezes maior do que a média histórica antes da implantação do Terminal. As novas operações portuárias foram compatibilizadas com o quotidiano do bairro e hoje a comunidade aprova a iniciativa, participando das ações educativas e culturais promovidas através do projeto OTROPORTO.

***

O eventoCongresso Internacional de Desempenho Portuário possui caráter técnico-científico e tem como principal objetivo estimular a discussão sobre o desempenho do setor portuário, a partir da perspectiva da comunidade científica e dos profissionais que atuam na gestão dos portos. O encontro explora as boas práticas de gestão do setor portuário, que contribuem para a melhoria do desempenho dos portos a partir da realidade de vários países. Entre as apresentações foram selecionados artigos de diversas universidades do país, além do Chile, Portugal, e entidades ligadas ao segmento portuário.

***

Porto RG – A 35ª reunião do Conselho de Autoridade Portuária do Porto do Rio Grande debateu temas como a atualização do plano mestre e também a travessia entre Rio Grande e São José do Norte. A reunião do Conselho foi coordenada pelo presidente Eduardo Krause, que representou o governo federal. O diretor de Planejamento, Logística e Gestão do Patrimônio Imobiliário do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Rossano Reolon, apresentou a atualização do plano mestre do complexo portuário de Rio Grande e Pelotas. O estudo e a metodologia foram apresentados pelo coordenador do projeto, Tiago Buss, que mostrou as diretrizes e resultados que a atualização buscará atingir nos próximos meses. O plano mestre auxilia a definir diretrizes e elencar gargalos e potencialidades a curto, médio e longo prazo. A reunião ainda debateu a travessia de veículos entre Rio Grande e São José do Norte. Esteve no encontro o presidente da Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul, Isidoro Zorzi. O Conselho de Autoridade Portuária é um órgão consultivo da administração e é instituído em todos os Portos Organizados.

***

Comercio – Os dados de setembro divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foi recebido com otimismo pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS). Segundo a entidade gaúcha, o varejo local foi responsável pela geração de 1.402 novos postos de trabalho. O Rio Grande do Sul registrou no total, em setembro, um incremento de 1.359 vagas, encerrando um ciclo de cinco meses consecutivos de retração no número de vagas formais na economia. O resultado é ainda mais expressivo por tratar-se do primeiro mês de setembro com alta no emprego desde 2014. No mesmo período de 2017, ocorreu redução de 4.028 postos de trabalho.

***

Até a próxima!




Comentários