COLUNA CAMINHOS DA ZONA SUL – DIÁRIO DA MANHÃ – 09.10.2018

    CAMINHOS DA ZONA SUL

    www.caminhosdazonasul.com____________________Paulo Gastal Neto

    Furada – Os lotes referentes aos complexos eólicos no Rio Grande do Sul, não receberam propostas no último leilão para geração de energia eólica da Eletrobrás. A estatal tentou alienar sem sucesso o complexo Santa Vitória do Palmar Holding, a um preço mínimo de R$ 814,8 milhões, e os parques eólicos Hermenegildo 1, 2 e 3, e Chuí 9, com mínimo de R$ 118,9 milhões. No primeiro empreendimento, que compunha o lote A, a Eletrobras detém 78% de participação e a Brave Winds Geradora, 22%. Nos outros ativos, do lote B, a empresa possui 99,99% das ações. Somadas, as usinas desses lotes têm uma capacidade instalada de, aproximadamente, 580 MW, cerca de 15% da demanda de energia elétrica do RS. As estruturas estão em operação há cerca de três anos nos municípios de Santa Vitória do Palmar e Chuí. O presidente do Sindicato das Empresas de Energia Eólica do Rio Grande do Sul, Guilherme Sari, especula que um dos possíveis motivos para os complexos não terem despertado interesse pode ter sido o baixo preço do contrato de comercialização da geração desses parques.

    ***

    Luz – O resultado positivo do leilão do pré-sal, realizado no último dia 28 de setembro, com ágio de 171% e arrecadação de R$ 6,8 bilhões, amplia as chances para a retomada dos negócios da Ecovix em Rio Grande. Com o plano de recuperação judicial homologado pela Justiça, a limpeza do terreno em andamento e contatos com investidores, a empresa estaria demonstrando que tem estrutura para montar plataformas e outros equipamentos marítimos. A P-71, por exemplo, está com 30% montada e pode ser finalizada para entrar na exploração petrolífera, segundo a empresa. Lembrando que foram construídas três plataformas em Rio Grande, sendo a primeira delas a P-66, que hoje é a quarta maior produtora de petróleo no país, com quase 144 mil barris por dia, próximo da capacidade máxima de 150 mil.

    ***

    CDL – A Câmara de Dirigentes Lojistas de Pelotas elegeu no último dia 25 de setembro os membros que integram a gestão 2018/19 da entidade. Na ocasião foram eleitos novos Conselheiros Gestores e Consultivos, como já é tradicional a cada ano. A eleição aconteceu em uma assembleia realizada no auditório da CDL Pelotas e os novos membros tomam posse a partir de 1ᵒ de outubro. Conforme Adilson Buroxid, gerente executivo da CDL, a entidade busca sempre por integrar aos seus conselhos os empresários interessados em realmente oferecer o seu tempo para trabalhar pelo crescimento de Pelotas. A CDL é responsável por eventos importantes que demandam muita preparação ao longo de um ano inteiro, como a Fenadoce e o Pelotas Doce Natal, fundamentais para a economia e o turismo da cidade.

    ***

    Aniversário – O Shopping Pelotas comemorou na última quarta-feira o seu quinto aniversário. Desde a sua abertura o shopping já recebeu mais de 20 milhões de pessoas, um número que é destacado pela equipe de trabalho e faz do empreendimento uma referência na região sul do Estado. Nesses últimos cinco anos o Shopping Pelotas já ganhou importância na vida dos pelotenses e também dos moradores das demais cidades da região. Ao todo foram criadas mais de 6 mil oportunidades de emprego no local, que hoje conta com 110 lojistasalém de ser uma das marcas mais lembradas pela população.

    ***

    Oficina – Partiu na última sexta-feira (05) do cais do Estaleiros do Brasil Ltda – EBR, em São José do Norte, o porta contêineres MV Value, de bandeira Malta (sul da Europa). Construído em 2013, o navio tem capacidade para 95 mil toneladas e passou por reparos na casa de máquinas devido a pane ocorrida na embarcação ocasionando um incêndio e avarias no motor. A EBR foi contratada pelo armador COSTAMARE para execução dos reparos com previsão de conclusão na última quinta-feira (04). O navio retornará seu curso partindo de Rio Grande, com destino ao Porto de Santos. O Estaleiros do Brasil – EBR é o único estaleiro no Polo Naval de Rio Grande que permanece ativo aguardando novos projetos de fabricação de módulos e integração de plataformas, sendo que no momento foca suas atividades no atendimento à reparos navais de embarcações bem como atividades de manutenção de seu estaleiro.

    ***

    Até a próxima!




    Comentários