AGRO: PRODUTORES PREPARAM-SE PARA FEIRA DE BOVINOS DE LEITE

Evento visa reforçar a manutenção da atividade e reaproximar ex-produtores

A partir das 8h do sábado (20), o Centro de Eventos do Cerrito Alegre, 3º distrito, começará a recepcionar os animais inscritos na Feira de Bovinos Leiteiros, marcada para o próximo fim de semana (20 e 21), sob organização da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e Emater, naquele local. Até as 18h, esta é a atividade prevista na programação.
O primeiro dia da Feira terá características técnicas. Depois de recepcionados os animais, será ministrada palestra por Antônio Barbosa, do Núcleo de Pesquisa, Ensino e Extensão em Pecuária (Nupeec), da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), sobre “Claudicação em bovinos, uma realidade negligenciada na produção de leite”, seguida pela exposição a cargo de Carlos Alberto Soares da Silva, sobre “Avaliação de vacas leiteiras: como escolher o melhor touro. O início das palestras está marcado para as 19h. Após, haverá jantar de confraternização.
“Em termos sociais, a produção de leite ocupa o segundo lugar nas atividades rurais de Pelotas (pêssego é o primeiro). O leite representa renda mensal – salário recebido pelo produtor –, que é fundamental para o dinamismo da economia. A remuneração é permanente.”, comenta o secretário de Desenvolvimento Rural, Jair Seidel. Nos últimos anos, a atividade leiteira local registrou queda. Agora, novas empresas e cooperativas, de fora de Pelotas, entraram no mercado absorvendo produtores que tinham vínculo com a Cosulati.

Produção local

A zona rural de Pelotas conta com 32.556 produtores. Há 5.340 vacas leiteiras que ocupam cerca de 15 hectares de terras. A produção é de aproximadamente 15 milhões de litros/ano. Além da comercialização do leite, a produção também abastece agroindústrias de derivados, como as queijarias. Os principais rebanhos da zona rural local são Jersey e Holandês. Destes, o núcleo Jersey é o mais forte.
“A Feira tem por objetivos impulsionar a bovinocultura de leite no Município, disseminar novos conceitos e tecnologias através de palestras, sanar dúvidas e trocar experiências entre produtores, além de reforçar a manutenção da atividade e reaproximar ex-produtores. No primeiro dia, serão tratadas questões técnicas importantes para o aumento da rentabilidade dos rebanhos. No segundo, o evento ganhará o público”, salienta Seidel.
O secretário acrescenta que o evento ainda pretende incentivar o melhoramento genético dos rebanhos, manejo alimentar, sanidade, e realizar julgamento dos animais dentro das categorias, com intuito didático, por meio de explicações do julgador para enriquecer o conhecimento a respeito da raça. No domingo (21), a programação da Feira de Bovinos Leiteiros contará com abertura oficial às 11h, almoço com churrasco ao meio-dia, início do julgamentos às 14h, premiação final às 16h, e encerramento às 18h.
O evento contará com expositores, atrações culturais e artísticas, gastronomia diversificada, artesanato e outros.



Comentários