COLUNA CAMINHOS DA ZONA SUL – DIÁRIO DA MANHÃ – 21.08.2018

CAMINHOS DA ZONA SUL

www.caminhosdazonasul.com____________________Paulo Gastal Neto

Corredor da morte – O descaso continua. Agora em meio aos pedidos de votos. É uma espécie de tragicomédia surreal essa questão da duplicação do trecho sul da BR-116. Não existem mais argumentos plausíveis para o não término da obra. Na semana que passou um acidente envolvendo cinco veículos deixou três mortos e três pessoas feridas na altura de Barra do Ribeiro. As colisões envolveram três carretas, um caminhão e um carro e aconteceram no km 325 da rodovia, que não está duplicada neste trecho. É possível que tenha ocorrido imprudência, porém se houvesse já o trecho duplicado o acidente não teria acontecido. Ironicamente se utilizou o trecho da duplicação, provisoriamente, para fluir o trânsito enquanto PRF e perícia atendiam a cena. Até quando?

***

Imprudência – E ela existe e muito. Só para lembrar: as ultrapassagens em locais não permitido é considerada uma infração grave e teve o valor da multa ampliado. São sete pontos na carteira e valor de R$ 1.467,35. Já forçar uma passagem entre veículos que transitam em sentido oposto também gera sete pontos e a multa é maior, atingindo R$ 2.934,70. E mesmo assim a quantidade de multas só cresce. Para se ter uma dimensão do aumento nos registros, no ano de 2016, a PRF registrou 16.701 multas.

***

Luz – O Exército Brasileiro poderá assumir o término da construção de pelo menos dois trechos da BR-116 entre Guaíba e Pelotas. A confirmação desta hipótese foi feita na última segunda-feira (13), em Brasília, através do chefe de gabinete da Casa Civil, Roberto Severo, em contato telefônico com o responsável pelo Departamento de Engenharia e Construção (DEC) do Exército, Claudio Coscia Moura. O Exército assumiria as obras nos lotes 1 e 2 da BR-116. A informação surge após trabalho feito através do Estudo de Viabilidade Técnica e Ambiental realizado pelo Exército junto com Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes do Rio Grande do Sul e o Comando Militar Sul. O laudo emitido diz que é perfeitamente viável assumir a construção destes dois importantes lotes entre Guaíba e Barra do Ribeiro.

***

Andando – O próximo passo é a elaboração do Termo Execução Descentralizada (TED) entre ministérios dos Transportes e da Defesa. É necessário que este documento seja assinado até meados de setembro para que em novembro, quando o Exército terminar a obra do Caminho das Neves, os batalhões de Lages e Araquari já tenham condições de assumir os lotes da BR-116 e manter a previsão de fazer toda a obra em três anos. Faltam ainda cerca de R$ 545 milhões para terminar a obra.

***

Lotes – São dois lotes que englobam aproximadamente 50 quilômetros, entre Guaíba e Barra do Ribeiro. A construtora responsável pelas obras entrou em recuperação judicial e não conseguiu o seguro garantia para retomar o contrato com o Dnit. Em setembro do ano passado, houve intensa mobilização em prol da ampliação dos recursos para a conclusão da duplicação da BR-116, no trecho entre Guaíba e Pelotas. A programação contou com reuniões com os secretários-executivos dos ministérios dos Transportes, Fernando Fortes Melro Filho, e do Planejamento, Esteves Pedro Colnago Junior.

***

Varejo – A Expoagas 2018, que começa hoje em Porto Alegre, está ampliada e contará nesta edição com um espaço internacional para reunir marcas consagradas, fabricadas por grandes multinacionais. Será também um circuito de negócios, congregando pequenos fornecedores gaúchos em uma área exclusiva à indústria regional. Cada vez mais abrangente e com atrativos a outros setores do comércio, o evento deve movimentar cerca de R$ 500 milhões em negócios durante os três dias, refletindo, nos estandes, as tendências de mercado que vão dar o tom dos hábitos de consumo dos gaúchos no segundo semestre deste ano. Paralelamente acontece a 37ª Convenção Gaúcha de Supermercados que juntas reunirão cerca de 50 mil pessoas ligadas à cadeia do abastecimento. O evento acontece no Centro de Eventos Fiergs, em Porto Alegre, entre hoje, dia 21 e quinta-feira, dia 23 de agosto. Há a expectativa de lançamento de cerca de 800 produtos e garantindo ao varejo atualização, capacitação profissional e oportunidades de negócios junto aos 372 expositores da feira.

***

Saúde – Tenho falado bastante aqui na coluna sobre o Pelotas Parque Tecnológico e a vanguarda que ele representa para a cidade e região, mesmo que um bom número de pessoas ainda não entendam o propósito do espaço e outros tantos ainda sequer acreditam em suas ações. Pois o Parque, além de ser um espaço destinado à inovação e à tecnologia, também é a sede do Arranjo Produtivo Local (APL) da Saúde de Pelotas e Região. A entidade atua desde 2013, reunindo empresas e instituições de ensino e pesquisa da cidade em um complexo industrial, com o objetivo de estreitar vínculos para proporcionar interação, cooperação mútua, comércio de produtos e aprendizagem entre si. Para cumprir a visão de ser referência na geração de conhecimento e desenvolvimento de novas tecnologias em equipamentos e materiais, o APL da Saúde mantém parceria com instituições de ensino como UFPEL, UCPEL, FURG e IFSUL. A Prefeitura, o Centro das Indústrias e a Associação dos Municípios da Zona Sul também estão entre os parceiros.

***

Até a próxima!




Comentários