CULTURA: LANÇAMENTO DO 1º FESTIVAL “CULTURAL, ARTÍSTICO, CAMPEIRO E ESPORTIVO” OCORRE NA QUINTA-FEIRA, 26 DE ABRIL

    A Fundação Centenário Dona Antoninha Berchon Sampaio realiza na quinta-feira (26 de abril), o lançamento oficial do 1º Festival “Cultural, Artístico, Campeiro e Esportivo”. O evento, que deve reunir representantes de todas as entidades envolvidas, será às 17h, no Salão Nobre da Associação Rural de Pelotas (ARP).

    O festival, que tem na coordenação e execução, a participação da 26ª Região Tradicionalista do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), e o apoio de diversas entidades como Associação e Sindicato Rural de Pelotas, ocorre nos dias 26 e 27 de maio de 2018, no parque de exposições Ildefonso Simões Lopes e integra as festividades do ano do Centenário de Antoninha Berchon Sampaio.

    O coordenador das festividades, Carlos Souza Gonçalves, explica que o evento tem por finalidade a preservação, valorização e divulgação das artes, da tradição, dos usos e costumes e da cultura popular do Rio Grande do Sul. “Além disso, queremos homenagear esta figura humana ímpar, Dona Antoninha, que tanto valorizou nossa arte e artistas, nas diversas modalidades e expressões”.

    São esperados mais de 1,5 mil participantes nas modalidades e atividades do festival, tais como, Danças Tradicionais nas Categorias Infantil, Mirim, Juvenil, Adulta  e Veterana; Dança de Salão nas categorias Mirim, Juvenil, Adulta e Veterana; Solista Vocal Masculino e Feminino – Mirim, Juvenil, Adulta e Veterana; Declamação  Masculina e Feminina – Mirim, Juvenil, Adulta e Veterana; Chula até 14 e 15 anos ou mais; Instrumental (gaita, violão, gaita de boca, bandoneon, rabeca, violino) até 14 e 15 ou mais; Concurso Literário, Mostra Folclórica e Rodeio Campeiro.

    As inscrições começam no dia 14 de maio e serão amplamente divulgadas pelas redes sociais, imprensa e entidades tradicionalistas, que estarão responsáveis por cada modalidade. Nos dias do evento, serão recebidas apenas as inscrições para o Rodeio Campeiro.

    O parque funcionará das 7h às 22h, no sábado (26) e domingo (27 de maio) e será aberto ao público em geral. O ingresso por pessoa será um quilo de alimento não-perecível, que será doado no final ao Banco de Alimentos Madre Tereza de Calcutá. O valor do estacionamento para veículos ainda está em tratativas.

    São esperados em torno de 12 a 15 mil pessoas, nos dois dias. Haverá espaço para acampamento, com boas condições, luz, água e sanitários, informa Gonçalves. Podem participar todos os interessados no tradicionalismo gaúcho, tais como integrantes de associações de criadores de cavalos, cavaleiros, tradicionalistas, amantes da culinária, música e costumes regionais, oriundo de todo o Rio Grande do Sul, outros estados da federação e de países do Mercosul, como Argentina e Uruguai.

     

     




    Comentários