CULTURA: 8º FESTIVAL INTERNACIONAL SESC DE MÚSICA JÁ ATRAIU MILHARES DE ESPECTADORES

Acordes animados de centenas de instrumentos, como trompetes, tubas, trompas e trombones marcaram os primeiros dias do 8º Festival Internacional Sesc de Música, em Pelotas. Mais de 500 pessoas, entre músicos e comunidade, estiveram envolvidas com o repertório alegre do cortejo de abertura do evento, que ocorreu às 18h, do dia 15 de janeiro, segunda-feira, com saída do Mercado Público. Após a abertura, na Bibliotheca Pública houve um recital de canto e piano em homenagem ao centenário do Conservatório de Música de Pelotas. A atração conquistou 250 ouvintes, lotando as acomodações do local. Já o Theatro Guarany recebeu o grupo alemão Ensemble Berlin, no concerto oficial de abertura. A atração, que teve os ingressos esgotados no segundo dia de retirada, emocionou cerca de 1,5 mil pessoas.

O engajamento da comunidade pelotense com o evento é algo crescente e cada vez mais intenso, como salientou a prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, na cerimônia de abertura. “O Festival vem se diversificando e, junto a ele, nossa plateia. A cada ano, percebemos um público cada vez maior e mais heterogêneo”, observa. Para ela, o evento conquista pelo profissionalismo em que é concebido e produzido. “Há oito anos os nossos janeiros não são mais os mesmos. O nosso janeiro mudou por conta da competência, compromisso e qualidade do Festival. A cultura brasileira não seria a mesma sem o Sesc”, declara.

Além de o Festival ser um convite à comunidade para vivenciar a cultura, também é uma oportunidade de girar a economia do município, que recebe durante 12 dias cerca de 500 pessoas, entre alunos, professores e equipe organizadora. “É importante que todos se apropriem dessa chance para fomentar a economia local, principalmente os trabalhadores do comércio e serviços. O Festival também serve como instrumento socioeconômico de desenvolvimento dessa região. Por isso, convido a todos para receberem os alunos e professores de braços abertos, pois o Festival é feito para todos nós”, estimula o diretor da Fecomércio-RS Gilmar Tadeu Bazanella.

Se o Festival contribui economicamente para o município e região, também é uma ferramenta de desenvolvimento social, como aponta Luiz Tadeu Piva, diretor regional do Sesc/RS. “Com o Festival não deixamos apenas resultados econômicos, mas também, sociais e comportamentais. O intercâmbio que estes alunos vão ter e que a comunidade está vivenciando é algo muito importante. Nós já sabemos de resultados de alunos que estudaram aqui e hoje estão se aprimorando em outros países. Esses ganhos é que fazem o Festival o maior e melhor do país”, destaca.

Até 26 de janeiro, o Festival segue com programação intensa em diversos locais de Pelotas. Ao todo, o evento apresenta mais de 50 espetáculos totalmente gratuitos. Entre os destaques dos próximos dias, está o concerto com Carlos Malta e Pife Muderno, na noite desta terça-feira (16/01), às 20h30, no Teatro Guarany. Esta atração contará também com transmissão ao vivo, no site www.sesc-rs.com.br/festival. Na tarde da quarta-feira (17/01), a Biblioteca Pública recebe músicos de quatro nacionalidades para um recital de cordas, piano e harpa. Já na quinta-feira (18/01), a Orquestra SpokFrevo irá agitar o Teatro, com seu repertório diferenciado e envolvente. Confira abaixo a programação completa e mais destaques desta edição.

Cem anos do Conservatório de Música: O Festival comemora em 2018 o Centenário do Conservatório de Música da Universidade Federal de Pelotas, importante e tradicional espaço de formação da música de concerto. Uma exposição que conta os cem anos de história da instituição já pode ser conferida no Mercado Público da cidade e fica aberta para visitação até o encerramento do Festival. Além disso, no dia 15 de janeiro, às 19h, a Bibliotheca Pública Pelotense recebe um Recital de Piano e Canto em homenagem ao Conservatório, aberto ao público.

Oficina e apresentações de Choro: A oitava edição do Festival Internacional Sesc de Música traz de volta a Oficina de Choro, retomando a música popular instrumental. No curso, serão trabalhados seis instrumentos: violão, sopros, acordeon, bandolim, percussão e cavaquinho, com o auxílio de professores renomados, como Mathias Behrends Pinto, coordenador da Oficina de Choro Santander Cultural. A programação inclui também apresentações do Grupo de Choro.

Projetos sociais e acesso à comunidade: Já consagrada durante o evento, a série “Festival na Comunidade” segue levando a música a diversos locais públicos e instituições sociais da cidade. Hospitais, escolas, asilos e centros comunitários são alguns dos roteiros traçados para receber espetáculos. Além disso, neste ano, o evento amplia a participação de alunos oriundos de projetos sociais nas aulas e apresentações. Participam do Festival grupos formados a partir de projetos do Sesc de Minas Gerais, Piauí e Sergipe, além  da Orquestra do Areal, de Pelotas.

Programação na Praia do Laranjal: A praia do Laranjal será mais explorada nesta edição. No sábado, dia 20 de janeiro, haverá duas apresentações na beira-mar, próximas á Arena de Esporte, a partir das 20h30, com os grupos Sexteto Gaúcho e SpokFrevo Orquestra. Na sexta-feira, 19 de janeiro, pela primeira vez no local, a Banda Sinfônica do Festival, regida por Marcelo Jardim, se apresenta às 20h30. Neste ano, um palco está sendo montado para ampliar a visibilidade do público.

Rua do Festival: Outra novidade em 2018 é a programação no domingo, 21 de janeiro. Das 16h às 20h30, a Rua Lobo da Costa (em frente ao Theatro Guarany) receberá atividades da “Rua do Festival”. Estão previstas diversas atrações musicais com performances de alunos e apresentações de música de câmara. A programação da tarde inclui também opções de gastronomia.

Concerto de encerramento com Música de Cinema: O Festival termina na sexta-feira, 26 de janeiro, com um grande espetáculo no Largo do Mercado Público, às 20h30, que contará com composições consagradas em trilhas sonoras da sétima arte. Além da Orquestra Acadêmica, participarão os solistas convidados Ana Lonardi, Panta, Gabriella Castro (sapateado), Gabrielle Fleck, Fernanda Carvalho Leite (atriz) e Cia Municipal de Dança de Porto Alegre. Também serão reproduzidas cenas de filmes nos dois telões do palco. A regência é de Evandro Matté.

O FESTIVAL: Em sua oitava edição, o Festival Internacional Sesc de Música contará com diversos concertos e apresentações nos mais variados locais, além das classes musicais com professores brasileiros e estrangeiros. O evento tem como objetivo incentivar o desenvolvimento da produção musical e fomentar o intercâmbio e o desfrute de bens culturais. A realização é do Sistema Fecomércio-RS/Sesc, com apoio da Prefeitura Municipal, Universidades

Federal e Católica de Pelotas, Faculdade Senac, Unisinos, Bibliotheca Pública Pelotense, Ospa, Expresso Embaixador, Arroz Extremo Sul, Ecosul, Biri Refrigerantes e Café 35.

::: SOBRE O 8º FESTIVAL INTERNACIONAL SESC DE MÚSICA ::::

O QUE É? O Festival Internacional Sesc de Música é um dos maiores da área na América Latina e tem o objetivo de incentivar o desenvolvimento da produção musical e fomentar o intercâmbio e o desfrute de bens culturais.

QUANDO? De 15 a 26 de janeiro de 2018, em Pelotas.

COMO? Durante o Festival, no turno da manhã, acontecem as classes (cursos); no período da tarde, os ensaios; e à noite, as apresentações, todas com entrada franca para a comunidade.

::: DADOS GERAIS :::

– Aproximadamente 500 profissionais da música, entre professores, alunos, músicos e técnicos.

– Espetáculos gratuitos (concertos no Theatro Guarany, espetáculos nos palcos externos, recitais de alunos, concertos de Música de Câmara e recitais na comunidade).

– 50 professores de 12 países.

– 24 cursos disponibilizados, reunindo cerca de 300 alunos de diversos estados e países.

– A realização do Festival é do Sistema Fecomércio-RS/Sesc e tem o apoio institucional da Prefeitura Municipal de Pelotas e apoio cultural das Universidades Federal e Católica, Faculdade Senac, Unisinos, Bibliotheca Pública Pelotense, Ospa,  Expresso Embaixador, Ecosul, Arroz Extremo Sul, Biri Refrigerantes e Café 35.

::: PROGRAMAÇÃO FESTIVAL 2018 :::

19/01
11h – Festival na Comunidade | Grupo de Choro – Expresso Embaixador (espetáculo para público fechado)
13h – Recital Alunos – Bibliotheca Pública Pelotense
17h – Grupo do Festival | Núcleo de Choro – Mercado Público
19h – Concerto Música de Câmara | Recital de Madeiras e Piano – Wally Hase (Alemanha), Diego Grandene (Brasil/RS), Christoph Hartmann (Alemanha), Michel Lethiec (França), Emiliano Barri (Argentina), Leonardo Winter (Brasil/RS), Viktoria Tatour (Bielorrússia), André Carrara (Brasil/RS) – Bibliotheca Pública Pelotense
20h30 – Banda Sinfônica do Festival |Regente Marcelo Jardim (RJ) – Praia do Laranjal – Palco do Festival

20/01
13h – Recital de Alunos | Bibliotheca Pública Pelotense
17h – Festival na Comunidade | Orquestra Jovem Sesc/SE – Catedral do Redentor
19h – Concerto Música de Câmara | Recital de Cordas – Alberto Bocini (Itália), Marcello Guerchfeld (Brasil/RS), Emerson Kretschmer (Brasil/RS), Walter Küssner (Alemanha), Hella Frank (Brasil/RS), Clemens Weigel (Alemanha), Stanimir Todorov (Bulgária) – Bibliotheca Pública Pelotense
20h30 – Sexteto Gaúcho | O Choro é Livre! (BRA/RS) – Praia do Laranjal – Palco do Festival
21h30 – SpokFrevo Orquestra | Frevo Sanfonado (BRA/PE) – Praia do Laranjal – Palco do Festival

21/01
15h – Música de Câmara | Recital Classe de Piano – Bibliotheca Pública Pelotense
16h às 20h30 – Rua do Festival – Rua Lobo da Costa (Frente do Theatro Guarany)
20h30 – Orquestra Acadêmica | Regente Simone Bernardino (ITA) – Theatro Guarany

22/01
13h – Recital de Alunos | Bibliotheca Pública Pelotense
19h – Festival na Comunidade | Orquestra Jovem Sesc/SE – Igreja São José – Bairro Fragata
19h – Música de Câmara | Recital de Canto, Cordas, Harpa e Piano – Liuba Klevtsova (Rússia), Homero Velho (Brasil/RS), Daniel Benitz (Brasil/RS), Luiz Felipe Coelho (Brasil/Alemanha), Catarina Domenici (Brasil/RS) – Bibliotheca Pública Pelotense
20h30 – Grupos do Festival | Núcleos de Cordas, Violões e Madeiras – Theatro Guarany

23/01
13h – Recital de Alunos – Bibliotheca Pública Pelotense
17h30 – Grupo de Metais do Festival – Café Aquário
19h – Música de Câmara | Recital de Madeiras, Cordas, Metais, Canto e Piano – Clemens Weigel (Alemanha), Daniel Benitz (Brasil/RS), Michel Lethiec (França), Carla Domingues (Brasil/RS), Max Uriarte (Brasil/RS), Emmanuele Baldini (Itália), Horacio Schaefer (Brasil/SP), Stanimir Todorov (Bulgária), Alberto Bocini (Itália), Wally Hase (Alemanha), Christoph Hartmann (Alemanha), Diego Grendene (Brasil/RS), Guilhaume Santana (França), Andrej Zust (Eslovênia) – Bibliotheca Pública Pelotense
20h30 – Grupos do Festival | Núcleo de Canto Gala Lírico – Theatro Guarany

24/01
13h – Recital de Alunos – Bibliotheca Pública Pelotense
15h – Festival na Comunidade | Grupo de Canto do Festival – Asilo de Mendigos de Pelotas (espetáculo para público fechado)
18h – Festival na Comunidade | Orquestra do Areal – Centro Comunitário Loteamento Anglo
19h – Música de Câmara | Recital de Madeiras, Cordas, Violão clássico e Piano – Wally Hase (Alemanha), Stanimir Todorov (Bulgária), Maria Isabel Siewers (Argentina), Marcello Guerchfeld (Brasil/RS), Max Uriarte (Brasil/RS) – Bibliotheca Pública Pelotense
20h30 – Grupos do Festival | Núcleos de Percussão e Metais – Theatro Guarany

25/01
13h – Recital de Alunos – Bibliotheca Pública Pelotense
15h – Festival na Comunidade | Orquestra do Areal – Hospital Espirita (espetáculo para público fechado)
18h – Festival na Comunidade | Orquestra Jovem Sesc/SE – Escola Municipal Getúlio Vargas
19h – Música de Câmara | Recital de Metais, Percussão e Piano – Tiago Linck (Brasil/RS), Daniel Benitz (Brasil/RS), Fernando Deddos (Brasil/PR), Albert Kathar (Brasil/RJ), Paulo Bergmann (Brasil/RS), José Milton Vieira (Brasil/RS), Douglas Gutjahr (Brasil/RS), Clarissa Borba (Brasil/França) – Bibliotheca Pública Pelotense
20h30 – Banda Sinfônica do Festival | Regente Marcelo Jardim (BRA/RJ) – Theatro Guarany

26/01
13h – Recital de Alunos – Bibliotheca Pública Pelotense
19h – Música de Câmara | Classe de Violão – Bibliotheca Pública Pelotense
20h30 – Concerto de Encerramento | Música de Cinema | Orquestra Acadêmica do Festival – Regente Evandro Matté (BRA/RS) – Largo Mercado Público.

Comentários