ESPECIAL DE DOMINGO: MINISTRO PADILHA ANUNCIA RECURSOS E PREVÊ ENTREGA DA SEGUNDA PONTE DO GUAÍBA PARA O FIM DE 2018

Nova ponte do Guaiba liga Porto Alegre a outras cidades da Região Metropolitana (Foto: Itamar Aguiar/Agência Freelancer/Estadão Conteúdo)

Eliseu Padilha esteve em Porto Alegre na sexta-feira para anúncio oficial. Segundo ele, são R$ 240 milhões para a obra.

A obra de construção da segunda ponte do Guaíba, no Rio Grande do Sul, receberá R$ 240 milhões, conforme anunciou o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, na quinta-feira (23) em entrevista à Rádio Gaúcha. Ele esteve em Porto Alegre nesta sexta (24) para a oficialização dos recursos. De acordo com o Ministério dos Transportes e o Dnit, as obras estão 55% concluídas. “Com esse recurso, pode chegar a 85%”, destacou, acrescentando que a ideia é inaugurar a estrutura até o fim de 2018, período atualizado em 2017. “Com questões a resolver”, ponderou. A previsão inicial de entrega era outubro de 2017.

Conforme o ministro, há outras obras complementares, que necessitam do apoio da Prefeitura de Eldorado do Sul, na Região Metropolitana, que é ligado a Porto Alegre pela ponte. “Passa pela realocação, tem projeto previsto de construção de conjunto habitacional e desapropriação. Tem recursos previstos, mas também precisamos contar com o apoio da Prefeitura de Eldorado do Sul”, diz. São quase 1 mil famílias afetadas pela construção e que precisam ser realocadas. As habitações populares serão feitas com recursos do programa Minha Casa Minha Vida.

Padilha calcula que faltam R$ 345 milhões para a conclusão da segunda ponte do Guaíba. R$ 412 já foram pagos, e o custo total é de R$ 757 milhões, conforme ele. As obras na estrutura ficaram praticamente paralisadas entre os meses de maio e novembro de 2016. A atividade foi retomada após a liberação de R$ 100 milhões pelo governo federal, à época. A nova ponte terá extensão de 2,7 quilômetros, que com as ligações complementares, pode chegar aos 3,5 quilômetros, passando por três ilhas.

CRONOGRAMA – O QUE DIZ O DNIT

Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit/RS) diz que 55% dos trabalhos da nova ponte do Guaíba estão concluídos. No entanto, o departamento informou que as obras seguem em ritmo lento em razão da falta de recursos financeiros. Segundo o Dnit, o cronograma para finalizar os trabalhos da ponte vai depender de disponibilidade financeira do próximo ano. O departamento recebeu até o momento parte dos recursos que estavam previstos no orçamento de 2017. O governo federal tem realizado repasses pequenos à obra, que não garantem que o ritmo dos trabalhos aumente. Mais R$ 30 milhões foram confirmados desde junho. Para que as obras não parem até janeiro de 2018, são necessários mais R$ 45 milhões. Antes da crise, o canteiro de obras da nova Ponte do Guaíba, na zona Norte de Porto Alegre, chegou a ter mais de 400 trabalhadores.

Pouco mais de 40 funcionários trabalhavam nas ruas Voluntários da Pátria e João Moreira Maciel e na estrutura localizada dentro do Guaíba. A obra é realizada pela construtora Queiroz Galvão. A construção da nova ponte do Guaíba começou em outubro de 2014 ainda no governo da ex-presidente da República, Dilma Rousseff. A previsão inicial era de que os trabalhos fossem concluídos em setembro de 2017.




Comentários