CERVEJAS ARTESANAIS GAÚCHAS SE PREPARAM PARA CONQUISTAR NOVOS MERCADOS

A cerveja artesanal gaúcha é reconhecida e premiada nacionalmente por sua qualidade. Na origem desse prestígio também está o Polo Cervejeiro do Estado, uma iniciativa criada em 2014 pelo SEBRAE/RS, que mobiliza e qualifica o setor. Em 2017, o novo ciclo do Projeto Fortalecer as Cervejarias Artesanais do Rio Grande do Sul inicia com 50 representantes de diversos municípios. 

A gestora de projetos do SEBRAE/RS Francine Oliveira Danigno destaca que o foco deste ano é a conquista de clientes. “Além da participação em feiras, eventos e workshops para disseminar a cultura cervejeira, preparamos várias rodadas de negócio para prospecção de bares, restaurantes, hotéis, mercados e minimercados”, detalha.

Cristiano Winck, diretor da Maniba, de Novo Hamburgo, viu sua empresa crescer ao longo dos três anos em que participa da iniciativa do SEBRAE/RS. “Comecei trabalhando sozinho e hoje já somos uma equipe de seis pessoas. Vendo para Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis, Minas Gerais e Rio de Janeiro”, comemora.

A mobilização dos fabricantes gaúchos de cerveja artesanal em torno do projeto também traz ganhos institucionais. “Recriamos a Associação Gaúcha de Microcervejarias e as ações do SEBRAE/RS junto aos empresários incentivaram o Governo do Estado a apoiar o segmento e garantir a concessão de 12% de desconto no ICMS para cervejas artesanais produzidas aqui”, relata o empresário. Para Winck, os principais desafios das micro e pequenas empresas são concorrer com grandes fabricantes mundiais e enfrentar a pesada carga tributária que incide sobre a bebida.

Ainda assim, o setor continua em franca ascensão. A Cervejaria Kaltbach, de Feliz, a Capital Gaúcha da Cerveja Artesanal, já nasce dentro do projeto do SEBRAE/RS. “Estamos planejando nossa inauguração para maio e temos uma grande expectativa com esse apoio para nos qualificar e buscar mercados”, conta Paulo César da Silva, que está montando a empresa juntamente com os sócios Luís Antônio Schmitz e Sei Takahashi.

A gestora Francine Danigno lembra que para que as ações do projeto continuem a ter sucesso, além das premiadas cervejarias gaúchas, a iniciativa conta com entidades parceiras que fazem o mercado cervejeiro crescer, como é o caso da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e da Associação Gaúcha de Microcervejarias (AGM).

Confira quem são as integrantes do Polo Cervejeiro do Rio Grande do Sul:

Arnesto Brewery Cave – Marau
Al Capone – Porto Alegre
Alcebier – Novo Hamburgo
Altes Bier – Montenegro
Artesana Cerveja Puro Malte – Caçapava do Sul
Babel Cervejaria – Porto Alegre
Babilônia Cervejas Artesanais – Porto Alegre
Baita Bier – Novo Hamburgo
Baldhead – Porto Alegre
Bardos – Porto Alegre
Bier Hatha – Porto Alegre
Brasserie 35 – Turuçu
Clandestina Craft Beer – Novo Hamburgo
Continente – Porto Alegre
Diefen Bier – Porto Alegre
Edelbrau – Nova Petrópolis
Elementum – Novo Hamburgo
Farrapos – Passo Fundo
Fellas Beer Cervejaria – Porto Alegre
Fil – Gravataí
Heilige – Santa Cruz do Sul
Holy Sheep – Santa Cruz do Sul
Horst Biermann Cervejaria Artesanal – Porto Alegre
Hund Bier – Viamão
Hunsruck – Dois Irmãos
Irmãos Ferraro Microcervejaria – Porto Alegre
Ivoti – Ivoti
Javali Beer – Pelotas
Kaltbach – Feliz
Krein Bier – Montenegro
Leopolders – São Leopoldo
Malvadeza – Porto Alegre
Maniba – Novo Hamburgo
Maria Santa – Santa Maria
Moocabier Cervejas Especiais – Paraí
Oito – Porto Alegre
Old Boys Cervejas Artesanais – Paraí
Ordeo – Caxias do Sul
Origem – Linha Nova
Sagrada Cervejas Artesanais – Porto Alegre
Salva – Bom Retiro do Sul
Seasons – Porto Alegre
Solerun – Nova Prata
Steilen Berg – Porto Alegre
Sud Birrificio Artigianale – Bento Gonçalves
Terapia – Porto Alegre
Tupiniquim – Porto Alegre
Vintage Craft Beer – Porto Alegre
Zapata Farmhouse Brewery Ales – Viamão

Comentários