Partage Rio Grande Shopping Center em obras: fotos aéreas

As imagens foram feitas pelo fotógrafo Guga Volks, utilizando um drone (veículo aéreo não-tripulado) e foram cedidas pela assessoria de imprensa da Partage.




Comentários

10 comments

  1. Adair

    Só espero que quando estiver pronto e as lojas montadas para o funcionamento, não me venha este sindicato ridículo querendo proibir o funcionamento aos domingos e feriados. Cidade evoluindo e com umas mentes sindicalistas ultrapassadas e corruptas.

  2. Rafael

    O sindicato tem complicado é nos feriados, aos domingos o shopping funciona normalmente, mas esperamos essa situação seja resolvida logo, porque é ridícula e retrógada.

  3. jorge martinez

    espero que esse seja um shopping de verdade pois o que temos hoje e uma piada nao tem nada nao tem cinema nao tem loja nao tem praça de alimentaçao coitados dos que acreditaram nesse conto da carochinha desse amadores que anunciam tudo e nao tem nada

  4. Eduardo

    Bem radical o comentário do Sr. Jorge, nem parece que é de Rio Grande, se é que é daqui mesmo, com certeza se fosse não falaria algo com tanto preconceito, deve ser de alguma outra cidade dessas que adoram Rio Grande. Quanto ao shopping, acredito que vai progredir com o tempo, tem cinema sim, ontem foi o lançamento para imprensa e convidados e eu estava lá, é muito bonito, muito mais do que da nossa vizinha cidade, está totalmente pronto e o que falta é somente a liberação do alvará dos bombeiros, sabemos que depois do desastre da boate Kiss, eles são bem mais demorados com tudo. Tem lojas sim, 75% da ABL que é a área bruta locável (soma das áreas das lojas) já está em funcionamento. Tem restaurantes de ótima qualidade, inclusive o Marcos que é conhecido e o melhor do estado do tipo. Tem praça de alimentação sim. Poucas opções? Sim, tem poucas opções ainda, mas tem algo que no da vizinha não tem e tão cedo não terá, chamado BURGER KING. Tem um parque infantil que é o dobro do tamanho e de opções basta ver nas plantas de cada shopping. Tem supermercado que lá também não tem, tem um estacionamento gigante que não precisa estacionar seu carro do lado de fora do shopping como outros por aí porque tem 700 vagas a mais. Sugiro para as pessoas que não gostam ou criticam, simplesmente que não vá, se é tão ruim assim, deixa para os que gostam. Todos tem a liberdade de ir e vir onde quiserem. Agora que o shopping mesmo com todas essas dificuldades está incomodando isso está, porque sabem que no médio e longo prazo e ainda mais com o outro shopping que está por vir as pessoas deixarão de ir para outras cidades, e esses vão perder o consumo de uma cidade com mais de 200,000 habitantes, vai ser um golpe com certeza, tudo questão de tempo.

    • jorge martinez

      em primeiro lugar sou riograndino so nao sou acomodado achando que qualquer coisa ta bom rio grande nao tem comercio tem quebra galhos se as outras cidades tem porque noa podemos ter igual ou melhor , conheço muitos lugares maiores ou menores que rio grande mas onde as coisas funcionam , e dificel ter que depender do que chamam comercio de rio grande onde as coisas mais basicas para empresa nao se acha ou quando tem custa mais caro que na cidade vizinha , respeito plenamente a opiniao de cada um mas nao me conformo com o que acontece aqui abrem um shopping sem nada anunciam uma inauguraçao e depois sai no jornal que nao tem previsao de funcionamento a fica dificel nao estou comparando o tamanho do nosso shopping com o de pelotas la pode ser menor mas tem qualidade e tem preço para todos os bolsos eu nao sou obrigado a comprar uma roupa feita na china so porque vende no shopping , nao adianta termos supermercado estacionamento grande etc se nao temos qualidade e nem variedade o shopping da cidade vizinha ta com 90% da area locada la funciona nos feriados nao acho oque eles possam sofrer algum golpe nas vendas pois tem uma regiao a sua volta que se abasteçe la o que ja nao acontece com nos na regiao do shopping do parque sao pedro ja esta ha venda o bairro que faz parte do complexo no que esta em funcionamento nao tem nada alem do shopping eu quero progresso para minha cidade mas nao vejo problemas tem e muitos , o restaurante marcos e o garden grill soa a parte funcionam independente do shopping sao otimos locais que frequento eu me refiro a praça de alimentaçao que pra mim so tem a burg king o resto e o resto

  5. Julio

    Eduardo, onde assino? Tanta raiva, má vontade e desprezo nem bem ao coração faz. Somos uma cidade com sérios problemas sim,mas que mostramos o que temos e somos, para o bem e para o mal. Eu preferia a união de nossas forças para mudar o conceito e comportamento de alguns moradores daqui que maltratam tanto a nossa Rio Grande, seja jogando lixo nas ruas ou na web.

  6. Miesco Gdynski

    Parabéns Eduardo! Tu és um rio-grandino que luta com amor por esta terra. Respondeste a um desses martinez-da-vida com propriedade. Todos percebem que ele se trata de um desinformado. O Praça está começando grande, recordo-me que estava em Poa quando foi inaugurado o primeiro shopping da cidade, isso foi na década de 80. Começou pequeno, nem cinema tinha. Eram poucas lojas e somente uns quinze anos depois é que foi aumentada na sua área e inauguradas mais lojas O mesmo ocorreu com a praça de alimentação que não existia. As lancherias ficavam do lado de fora. Com o passar do tempo foram inaugurados quatro cinemas e a praça de alimentação foi construída na área interna. Seu estacionamento não chegava a trezentos lugares, hoje são mais de três mil.
    É assim que as coisas funcionam! Vi os cinemas do Praça, por dentro – são espetaculares – não vou comparar com o de Pelotas, isso é uma bobagem que tanto rio-grandinos como pelotenses têm que lutar para que termine, afinal, maior que as nossas cidades é a nossa região, que hoje está puxando o desenvolvimento do estado. Vê só: o Martinez está reclamando até de produtos feitos na China – ele não sabe que em Novo Hamburgo se vende sapatos chineses mais baratos que os nossos e com maior qualidade.
    Há três anos estive na Europa e na França procurei ovos Faberge para presentes. Encontrei-os e comprei. Surpresa: eram fabricados na China. Na Europa tudo é chinês. Até aqui, por exemplo, na copa, as bandeiras brasileiras vendidas no país vieram da China.
    Caro amigo. Nossa luta pelo progresso tem que passar, também, pelos pessimistas e ignorantes. Fazer o que?

  7. luis henrique silveira

    Eu acho que esse Sr.Paulo Arruda não é riograndino , pois tá sempre indo contra ao progresso desta cidade, que pessoa mais atrasada e mal informada , vive as antigas , vamos botar sangue novo neste sindicato , senão a cidade vai a falência!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.